Não consigo guardar a minha base de dados replicada no formato do Access 2007

Nota: Queremos fornecer-lhe os conteúdos de ajuda mais recentes o mais rapidamente possível e no seu idioma. Esta página foi traduzida automaticamente e pode conter erros gramaticais ou imprecisões. O nosso objetivo é que estes conteúdos lhe sejam úteis. Pode informar-nos se as informações foram úteis no final desta página? Eis o artigo em inglês para referência.

Sintomas

No Microsoft Office Access 2007, bases de dados que foram criadas em versões anteriores do Access de replicadas (. Formato MDB) não é possível guardar o novo. Formato de ficheiro ACCDB. A opção aparece esbatida (não disponível) quando tenta utilizar o comando Guardar como base de dados (clique no Botão do Microsoft Office Imagem do botão do Office e, em seguida, clique na seta ao lado de Guardar como).

Causa

O. Formato de ficheiro ACCDB não suporta a replicação.

Resolução

Utilizar a base de dados replicada a. Formato de ficheiro MDB

Pode continuar a utilizar a sua base de dados replicada a. Formato de ficheiro MDB. Funcionalidade de replicação ainda é suportada para o. Formato de ficheiro MDB.

Voltar a criar a base de dados num formato de ficheiro Office Access 2007 manualmente

Se decidir que o novo formato de ficheiro oferece benefícios compensam os benefícios a que receber do replicação, pode criar uma nova base de dados no formato de Office Access 2007 e voltar a criar a base de dados replicada manualmente.

Nota: Este método irá funcionar em qualquer base de dados replicada, mas a menos que estiver a trabalhar com uma réplica completa que tenha sido sincronizada com todas as outras réplicas do conjunto de réplicas, os dados e os projetos que não estejam na sua réplica não será a nova base de dados.

Antes de começar a voltar a criar a base de dados, deve certificar-se de que todos os objetos ocultos e sistema na réplica estão visíveis. Isto é para assegurar que podem aceder os campos de réplica específicas na réplica quando de criá-lo novamente.

  1. Abra a réplica que pretende converter. Tem de abrir a réplica utilizando a mesma versão do Access que foi originalmente utilizado para criar a réplica, para apresentar o ocultas e campos do sistema.

  2. No menu Ferramentas, clique em Opções. É aberta a caixa de diálogo Opções.

  3. No separador Ver , na secção Mostrar , selecione objetos ocultos e objetos de sistema. Clique em OK para aplicar as novas definições e fechar a caixa de diálogo Opções.

Voltar a criar a base de dados manualmente

  1. Criar uma base de dados em branco e abra-o.

    Nota: O Access cria uma nova tabela vazia designada tabela1. Deverá eliminar esta tabela — pode fazê-lo por imediatamente fechá-lo antes de efetuar alterações ao mesmo. Botão direito do rato no separador correspondente objeto e, em seguida, clique em Fechar no menu de atalho.

  2. No separador Dados Externos, no grupo Importar, clique em Access.

    É apresentada a caixa de diálogo Obter dados externos - base de dados do Access .

  3. Clique em Procurar para localizar a base de dados replicada.

  4. Clique em base de dados replicada que contém os objetos de base de dados que pretender recriar a nova base de dados e, em seguida, clique em Abrir.

  5. Na caixa de diálogo Obter dados externos - base de dados do Access , clique em tabelas de importação, consultas, formulários, relatórios, macros e módulos para a base de dados atuale, em seguida, clique em OK.

  6. Clique nos objetos de base de dados que pretende importar para a nova base de dados. Se pretender importar todos os objetos existentes, clique em Selecionar tudo em cada separador.

    Importante    Não selecione todas as tabelas neste momento. Voltar irá criar as tabelas num passo posterior.

  7. Depois de terminar de selecionar objetos, clique em OK para importá-los.

    Na última página do assistente, tem a opção para guardar os passos de importação para utilização futura. Para fazê-lo, selecione a caixa de verificação guardar passos de importação , introduza as informações adequadas e, em seguida, clique em Guardar importação.

  8. Abra a base de dados replicada no Office Access 2007. Para cada tabela na base de dados replicada, crie uma consulta de criar tabela que entra em todos os dados da tabela antiga e cria uma tabela numa nova base de dados com os mesmos dados.

    Nota: Se s_GUID é uma chave primária (e chaves externas de outras tabelas referem ao mesmo), deve incluir o campo s_GUID na nova tabela. Se o campo s_GUID não for utilizado como chave primária, não existe nenhuma razão preservá-lo na nova tabela. Não copie os campos s_Lineage e s_Generation para a nova tabela.

    Por predefinição, os campos s_GUID, s_Lineage e s_Generation estão ocultas. Para apresentar estes campos, utilize o seguinte procedimento:

    1. Na base de dados replicada, certifique-se de todas as tabelas são fechadas.

    2. Botão direito do rato parte superior do painel de navegação e, em seguida, clique em Opções de navegação. Abre a caixa de diálogo Opções de navegação.

    3. Na secção Opções de visualização , selecione Mostrar objetos de sistemae, em seguida, clique em OK.

      Como?

      1. Criar uma consulta, selecionar as tabelas que contêm os registos que quer colocar a nova tabela.

        Como?

        1. No separador Criar, no grupo Outro, clique em Estrutura da Consulta.

        2. Na caixa de diálogo Mostrar tabela , clique no separador que lista as tabelas cujos dados pretende trabalhar.

        3. Faça duplo clique no nome de cada objeto que pretende adicionar à consulta e, em seguida, clique em Fechar.

        4. Adicione campos para a linha de campo na grelha de estrutura.

        5. Para ver os resultados da consulta, clique no menu Ver , em seguida, clique em Vista de folha de dados.

      2. Na consulta vista de Estrutura, no separador estrutura , no grupo Tipo de consulta , clique em Criar tabela. É apresentada a caixa de diálogo Criar Tabela.

      3. Na caixa Nome da tabela, introduza o nome da tabela que pretende criar ou substituir.

      4. Clique em Outra base de dadose, em seguida, escreva o caminho da base de dados onde pretende colocar a nova tabela ou clique em Procurar para localizar a base de dados.

      5. Clique em OK.

      6. No separador Estrutura, no grupo Resultados, clique em Executar. Este procedimento irá tornar a nova tabela.

        Nota: A nova tabela que criar não herda as propriedades do campo ou da definição de chave primária a partir da tabela original.

  9. Para cada tabela nova base de dados, crie a mesma índice e a chave primária utilizada na tabela da réplica.

    Como?

    1. Abra uma tabela na vista de estrutura.

    2. Na parte superior da janela, clique no campo que pretende criar uma índice para.

    3. Na parte inferior da janela, clique na caixa de propriedade indexado e, em seguida, clique em Sim (duplicação autorizada) ou Sim (duplicação não autorizada).

    4. Selecione o campo ou campos que incluem a chave primária.

    5. No separador Estrutura, no grupo Ferramentas, clique em Chave Primária.

  10. Para cada tabela nova base de dados, crie as relações que existia para a tabela a réplica.

    Como?

    Quando criar uma relação entre tabelas, os campos relacionados não tem de ter os mesmos nomes. No entanto, dos campos relacionados tem de ter o mesmo tipo de dados, a menos que o campo de chave primária for um campo Numeração automática. Pode fazer corresponder um campo Numeração automática com um campo de número apenas se a propriedade TamanhoDoCampo de ambos os campos correspondentes é a mesma. Por exemplo, poderá fazer corresponder um campo Numeração automática e um campo de número se a propriedade TamanhoDoCampo de ambos os campos é Número inteiro longo. Mesmo quando ambos os campos correspondentes são campos numéricos, tem de ter a mesma definição da propriedade .

    Definir uma um-para-muitos ou uma mostram uma relação

    1. Feche as tabelas que se encontram abertos. Não pode criar ou modificar relações entre tabelas abertas.

    2. No separador Ferramentas da Base de Dados, no grupo Mostrar/Ocultar, clique em Relações.

    3. Se ainda não tiver definido todas as relações na base de dados, a caixa de diálogo Mostrar tabela é automaticamente apresentada.

      Se precisar de adicionar as tabelas que pretende relacionar e não é apresentada a caixa de diálogo Mostrar tabela , invocá-la: no separador estrutura , no grupo Mostrar/Ocultar , clique no botão Mostrar tabela .

    4. Faça duplo clique nos nomes das tabelas que pretende relacionar e, em seguida, feche a caixa de diálogo Mostrar tabela . Para criar uma relação entre uma tabela e si próprio, adicione essa tabela duas vezes.

    5. Arraste o campo que pretende relacionar a partir de uma tabela para o campo relacionado na outra tabela.

      Para arrastar vários campos, prima a tecla CTRL, clique em cada campo e, em seguida, arraste-os.

      Na maioria dos casos, arraste o campo de chave primária (que é apresentado com texto a negrito) de uma tabela para um campo semelhante (muitas vezes com o mesmo nome) denominada a chave externa na outra tabela.

    6. É apresentada a caixa de diálogo Editar relações . Verifique os nomes de campo apresentados nas duas colunas para se certificar de que estão corretas. Pode alterá-las, se necessário.

      Se for necessário, defina as opções de relação.

    7. Clique no botão Criar para criar a relação.

    8. Repita os passos 4 a 7 para cada par de tabelas que pretende relacionar.

      Quando fecha o janela Relações, o Microsoft Access lhe perguntar se pretende guardar o esquema. Quer guardar o esquema ou não, as relações que criar são guardadas na base de dados.

    Definir uma relação muitos-para-muitos

    1. Crie duas tabelas que terão uma relação muitos para muitos.

    2. Criar uma tabela de terceira, denominada uma tabela de junção e adicionar para os campos de novos de tabela de junção com as mesmas definições como campos de chave primária de cada uma das outras duas tabelas. Na tabela de junção, os campos de chave primária funcionam como chaves externas. Pode adicionar outros campos à tabela de junção, tal como a qualquer outra tabela.

    3. Na tabela de junção, defina a chave primária para incluir os campos de chave primária a partir de outras duas tabelas. Por exemplo, numa tabela de junção detalhes da encomenda, a chave primária seria ser constituída os campos CódigoDaEncomenda e Iddoproduto.

      Como?

      1. Abra a tabela na vista de estrutura.

      2. Selecione o campo ou campos que pretende definir como chave primária.

        Para selecionar um campo, clique na seletor de linha para o campo pretendido.

        Para selecionar vários campos, mantenha premida a tecla CTRL e, em seguida, clique no Seletor de linha para cada campo.

      3. No separador Estrutura, no grupo Ferramentas, clique em Chave Primária.

        Nota: Se pretender que a ordem dos campos de uma chave primária de múltiplos campos seja diferente da ordem desses campos na tabela, clique no botão de índices no grupo Mostrar/Ocultar para apresentar o janela Índices e, em seguida, reordenar os nomes de campos para a índice chamado ChavePrimária.

    4. Defina uma relação um-para-muitos entre cada uma das duas tabelas principais e a tabela de junção.

  11. Guarde a sua nova base de dados.

Aumente os seus conhecimentos do Office
Explore as formações
Seja o primeiro a obter novas funcionalidades
Adira ao Office Insider

As informações foram úteis?

Obrigado pelos seus comentários!

Obrigado pelo seu feedback! Parece que poderá ser benéfico reencaminhá-lo para um dos nossos agentes de suporte do Office.

×