Instrução CREATE TABLE

Cria uma nova tabela.

Nota: O motor de base de dados do Microsoft Access não suporta a utilização da instrução CREATE TABLE ou qualquer uma das instruções DDL, com bases de dados que não sejam do motor de base de dados do Microsoft Access. Em alternativa, utilize o método DAO Create.

Sintaxe

CREATE [TEMPORARY] TABLE tabela (tipo do campo1 [(tamanho)] [NOT NULL] [WITH COMPRESSION | WITH COMP] [índice1] [, tipo do campo2 [(tamanho)] [NOT NULL] [índice2] [, ...]] [, CONSTRAINT índicedecamposmúltiplos [, ...]])

A instrução CREATE TABLE tem as seguintes partes:

Parte

Descrição

tabela

O nome da tabela a ser criada.

campo1, campo2

O nome do campo ou campos a serem criados na nova tabela. Tem de criar pelo menos um campo.

tipo

O tipo de dados do campo na nova tabela.

tamanho

O tamanho do campo em carateres (só campos de texto e binários).

índice1, índice2

Uma cláusula CONSTRAINT a definir um índice de campo único.

índicedecamposmúltiplos

Uma cláusula CONSTRAINT a definir um índice de campos múltiplos.


Observações

Utilize a instrução CREATE TABLE para definir uma tabela e os respetivos campos e restrições de campo. Se especificar a instrução NOT NULL para um campo, os novos registos têm de ter dados válidos nesse campo.

Uma cláusula CONSTRAINT estabelece várias restrições num campo e pode ser utilizada para estabelecer a TE000126717. Também pode utilizar a instrução CREATE INDEX para criar uma chave primária ou índices adicionais em tabelas existentes.

Pode utilizar NOT NULL num campo único ou numa cláusula chamada CONSTRAINT que se aplique a um campo único ou a um campo múltiplo chamado CONSTRAINT. No entanto, pode aplicar a restrição NOT NULL apenas uma vez a um campo. Tentar aplicar esta restrição mais do que uma vez resulta num erro em tempo de execução.

Quando é criada uma tabela TEMPORARY, esta é visível apenas na sessão em que foi criada. É automaticamente eliminada quando a sessão for terminada. As tabelas temporárias podem ser acedidas por mais do que um utilizador.

O atributo WITH COMPRESSION pode ser utilizado apenas com os tipos de dados de CARÁTER e MEMORANDO (também conhecido como TEXTO) e os respetivos sinónimos.

O atributo WITH COMPRESSION foi adicionado às colunas de CARÁTER devido à alteração do formato de representação do caráter Unicode. Os carateres Unicode exigem uniformemente que cada caráter tenha dois bytes. Para bases de dados do Microsoft Access que contêm predominantemente dados de carateres, isto poderá significar que o ficheiro da base de dados teria quase o dobro do tamanho ao ser convertido para o formato do Microsoft Access. No entanto, a representação TE000127647 de muitos conjuntos de carateres, anteriormente representados como SBCS (Single-Byte Character Sets), pode ser facilmente comprimida num único byte. Se definir uma coluna de CARÁTER com este atributo, os dados serão automaticamente comprimidos, uma vez que são armazenados e descomprimidos quando obtidos a partir da coluna.

As colunas de MEMORANDO também podem ser definidas para armazenar dados num formato comprimido. No entanto, existe um limite. Apenas as instâncias de colunas de MEMORANDO que, quando comprimidas, cabem em 4096 bytes ou menos, serão comprimidas. Todas as outras instâncias de colunas de MEMORANDO permanecerão descomprimidas. Isto significa que numa determinada tabela, para uma determinada coluna de MEMORANDO, alguns dados poderão ser comprimidos e alguns dados poderão não ser comprimidos.



Aumente os seus conhecimentos do Office
Explore as formações
Seja o primeiro a obter novas funcionalidades
Adira ao Office Insider

As informações foram úteis?

Obrigado pelos seus comentários!

Obrigado pelo seu feedback! Parece que poderá ser benéfico reencaminhá-lo para um dos nossos agentes de suporte do Office.

×