Criar tabelas numa base de dados

Importante : Este artigo foi traduzido automaticamente, consulte a exclusão de responsabilidade. Veja este artigo em inglês aqui para ter uma referência.

Quando cria uma base de dados, armazena os seus dados em tabelas – listas com base no assunto que contêm linhas e colunas. Por exemplo, pode criar uma tabela Contactos para armazenar uma lista de nomes, endereços e números de telefone ou uma tabela Produtos para armazenar informações sobre produtos.

Este artigo explica como criar uma tabela, como adicionar campos a uma tabela e como definir a chave primária de uma tabela. Também explica como definir propriedades do campo e da tabela.

Uma vez que outros objetos de base de dados dependem de tabelas, deve começar sempre a estrutura de uma base de dados ao criar todas as suas tabelas e, em seguida, ao criar outros objetos. Antes de criar tabelas, pondere cuidadosamente os seus requisitos e determine todas as tabelas necessárias. Para obter uma introdução sobre como planear e estruturar uma base de dados, consulte o artigo Princípios básicos da estrutura de base de dados.

Nota : Este artigo não explica como criar uma tabela através de uma consulta de definição de dados. Encontre ligações para obter mais informações sobre as consultas de definição de dados na secção Consulte Também.

Neste artigo

Descrição Geral

Antes de começar

Criar uma nova tabela

Adicionar um campo a uma tabela

Guardar uma tabela

Descrição Geral

Uma tabela é um objeto de base de dados que utiliza para armazenar dados sobre um assunto específico, tal como funcionários ou produtos. Uma tabela é composta por registos e campos.

Cada registo contém dados sobre uma instância do assunto da tabela, tal como um funcionário específico. Normalmente, um registo também se denomina uma linha ou uma instância.

Cada campo contém dados sobre um aspeto do assunto da tabela, tal como o nome próprio ou o endereço de e-mail. Normalmente, um campo também se denomina uma coluna ou um atributo.

Um registo consiste em valores de campo, tal como Contoso, Ltd ou alguem@exemplo.com. Normalmente, um valor de campo também se denomina um facto.

Tabela Clientes no Access a mostrar o esquema de registos e campos

1. Um registo

2. Um campo

3. Um valor de campo

Uma base de dados pode conter várias tabelas, cada uma a armazenar informações sobre um assunto diferente. Cada tabela pode conter vários campos de tipos de dados diferentes, como texto, números, datas e hiperligações.

Propriedades da tabela e do campo

As tabelas e os campos também têm propriedades que pode definir para controlar as respetivas características ou comportamento.

Folhas de propriedades da tabela e do campo
Uma tabela aberta na vista de Estrutura.

1. Propriedades da tabela

2. Propriedades do campo

Numa base de dados do Access, as propriedades da tabela são atributos de uma tabela que afetam o aspeto ou o comportamento da tabela como um todo. As propriedades da tabela são definidas na folha de propriedades da tabela na vista de Estrutura. Por exemplo, pode definir a propriedade Vista Predefinida de uma tabela para especificar como a tabela é apresentada por predefinição.

Uma propriedade do campo aplica-se a um campo específico numa tabela e define uma das características do campo ou um aspeto do comportamento do campo. Pode definir algumas propriedades na vista de Folha de dados. Também pode definir uma propriedade do campo na vista de Estrutura ao utilizar o painel Propriedades do Campo.

Tipos de dados

Cada campo tem um tipo de dados. O tipo de dados de um campo indica o tipo de dados que o campo armazena, como grandes quantidades de texto ou ficheiros anexados.

Definição do tipo de dados

Um tipo de dados é uma propriedade do campo, mas difere de outras propriedades do campo da seguinte forma:

  • Define o tipo de dados de um campo na grelha de estrutura da tabela e não no painel Propriedades do Campo.

  • O tipo de dados de um campo determina outras propriedades que o campo tem.

  • Tem de definir o tipo de dados de um campo quando cria o campo.

    Pode criar um novo campo no Access ao introduzir dados numa nova coluna na vista de Folha de Dados. Quando cria um campo ao introduzir dados na vista de Folha de Dados, o Access atribui automaticamente um tipo de dados ao campo com base no valor introduzido. Se nenhum outro tipo de dados estiver implícito, o Access define o tipo de dados como Texto. Se necessário, pode alterar o tipo de dados ao utilizar o Friso, parte da nova interface de utilizador Microsoft Office Fluent.

Exemplos de deteção automática de tipos de dados

A seguinte tabela mostra como funciona a deteção automática de tipos de dados na vista de Folha de Dados.

Se introduzir:

O Office Access 2007 cria um campo com um tipo de dados de:

Guilherme

Texto

http://www.contoso.com

Pode utilizar um prefixo de protocolo IP (Internet Protocol) válido. Por exemplo, http://, https:// e mailto: são prefixos válidos.

Hiperligação

1

Número, Número Inteiro Longo

50 000

Número, Número Inteiro Longo

50 000,99

Número, Duplo

50000,389

Número, Duplo

12/67

Os formatos de data e hora reconhecidos são os da região do utilizador.

Data/Hora

31 de dezembro de 2006

Data/Hora

10:50:23

Data/Hora

10:50

Data/Hora

17:50

Data/Hora

12,50 €

O símbolo de moeda reconhecido é o da região do utilizador.

Moeda

21,75

Número, Duplo

123,00%

Número, Duplo

3,46E+03

Número, Duplo

Relações da tabela

Apesar de cada tabela armazenar dados sobre um assunto diferente, normalmente as tabelas numa base de dados armazenam dados sobre assuntos que estão relacionados entre si. Por exemplo, uma base de dados pode conter:

  • Uma tabela de clientes que lista os clientes da sua empresa e respetivos endereços.

  • Uma tabela de produtos que lista os produtos que vende, incluindo os preços e imagens de cada item.

  • Uma tabela de encomendas que controla as encomendas dos clientes.

Uma vez que armazena dados sobre assuntos diferentes em tabelas separadas, precisa de uma forma de associar os dados para que possa combinar facilmente os dados relacionados dessas tabelas separadas. Para ligar os dados armazenados em tabelas diferentes, pode criar relações. Uma relação é uma ligação lógica entre duas tabelas que especificam campos que as tabelas têm em comum.

Chaves

Os campos que fazem parte de uma relação de tabelas denominam-se chaves. Normalmente, uma chave consiste num campo, mas pode consistir em mais de um campo. Existem dois tipos de chaves:

  • Chave primária   : uma tabela só pode ter uma chave primária. Uma chave primária consiste num ou mais campos que identificam exclusivamente cada registo armazenado na tabela. Muitas vezes, existe um número de identificação exclusivo, como um número de ID, um número de série ou um código, que serve como uma chave primária. Por exemplo, pode ter uma tabela Clientes onde cada cliente tem um número de ID de cliente exclusivo. O campo de ID do cliente é a chave primária da tabela Clientes. Quando a chave primária contém mais do que um campo, normalmente é composta por campos pré-existentes que, em conjunto, fornecem valores exclusivos. Por exemplo, pode utilizar uma combinação do apelido, nome próprio e data de nascimento como a chave primária de uma tabela sobre pessoas.

  • Chave externa   : uma tabela também pode ter uma ou mais chaves externas. Uma chave externa contém valores que correspondem a valores da chave primária de outra tabela. Por exemplo, poderá ter uma tabela Encomendas, na qual cada encomenda tem um número de ID de cliente que corresponde a um registo numa tabela Clientes. O campo ID do cliente é uma chave externa da tabela Encomendas.

A correspondência de valores entre campos de chave constitui a base de uma relação de tabelas. Utilize uma relação de tabelas para combinar dados de tabelas relacionadas. Por exemplo, suponha que tem uma tabela Clientes e uma tabela Encomendas. Na tabela Clientes, cada registo é identificado pelo campo de chave primária ID.

Para associar cada encomenda a um cliente, adicione um campo de chave externa à tabela Encomendas que corresponda ao campo de ID da tabela Clientes e, em seguida, crie uma relação entre as duas chaves. Quando adicionar um registo à tabela Encomendas, utilize um valor para o ID de cliente que provenha da tabela Clientes. Sempre que quiser ver quaisquer informações sobre o cliente de uma encomenda, utilize a relação para identificar os dados da tabela Clientes que correspondem aos registos na tabela Encomendas.

Uma relação de tabelas do Access, apresentada na janela Relações
Uma relação de tabelas, apresentada na janela Relações.

1. Uma chave primária, identificada pelo ícone de chave junto ao nome do campo.

2. Uma chave externa – note a ausência do ícone de chave.

Vantagens da utilização de relações

Manter os dados separados em tabelas relacionadas produz as seguintes vantagens:

  • Consistência    Uma vez que cada item de dados é registado apenas uma vez, numa tabela, existe uma menor possibilidade de ambiguidade ou inconsistência. Por exemplo, o utilizador armazena o nome de um cliente só uma vez, numa tabela sobre clientes, em vez de o armazenar várias vezes (e, potencialmente, de forma inconsistente) numa tabela que contém dados de encomendas.

  • Eficiência    Registar os dados num só local significa que utiliza menos espaço no disco. Além disso, as tabelas mais pequenas tendem a fornecer dados mais rapidamente do que as tabelas maiores. Finalmente, se não utilizar tabelas separadas para assuntos separados, irá introduzir valores nulos (a ausência de dados) e redundância nas tabelas, sendo que ambos podem desperdiçar espaço e dificultar o desempenho.

  • Compreensão    A estrutura de uma base de dados é mais fácil de compreender se os assuntos estiverem adequadamente separados em tabelas.

Sugestão : Planeie as suas tabelas tendo as relações em mente. Pode utilizar o Assistente de Pesquisas para criar um campo de chave externa se a tabela que contém a chave primária correspondente já existir. O Assistente de Pesquisas cria a relação automaticamente.

Início da Página

Antes de começar

Antes de começar a criar tabelas no Microsoft Office Access 2007, existem algumas diferenças de versões anteriores do Access que deve ter em mente.

  • Os modelos de tabela e campo substituíram o Assistente de Tabelas   : em versões anteriores do Access, utilizava o Assistente de Tabelas para criar rapidamente uma tabela ao responder a algumas perguntas. No Office Access 2007, o Assistente de Tabelas foi substituído por modelos de tabela e campo.

  • Criação de folha de dados   : no Office Access 2007, pode criar e modificar tabelas e campos enquanto trabalha na vista de Folha de Dados.

São apresentadas mais informações sobre estas funcionalidades na secção seguinte.

Início da Página

Criar uma nova tabela

Um base de dados simples, como uma lista de contactos, poderá utilizar uma só tabela. No entanto, muitas bases de dados utilizam várias tabelas. Quando cria uma nova base de dados, cria um novo ficheiro no seu computador que age como um contentor para todos os objetos na sua base de dados, incluindo as suas tabelas.

Pode criar uma tabela ao criar uma nova base de dados, ao inserir uma tabela numa base de dados existente ou ao incorporar ou ao ligar a uma tabela de outra origem de dados – tal como um livro do Microsoft Office Excel, um documento do Microsoft Office Word, um ficheiro de texto ou outra base de dados. Quando cria uma nova base de dados em branco, é inserida automaticamente uma nova tabela vazia. Em seguida, pode introduzir dados na tabela para começar a definir os campos.

O que pretende fazer?

Criar uma nova tabela numa nova base de dados

Criar uma nova tabela numa base de dados existente

Utilizar um modelo de tabela para criar uma tabela

Importar ou ligar para criar uma tabela

Utilizar um site do SharePoint para criar uma tabela

Definir a chave primária de uma tabela

Definir as propriedades de uma tabela

Criar uma nova tabela numa nova base de dados

  1. Clique no Botão do Microsoft Office imagem de botão e, em seguida, clique em Novo.

  2. Na caixa Nome de Ficheiro, escreva um nome de ficheiro para a nova base de dados.

  3. Para navegar para uma localização diferente para guardar a base de dados, clique no ícone da pasta.

  4. Clique em Criar.

    A nova base de dados é aberta, é criada uma nova tabela denominada Tabela1, que é aberta na vista de Folha de Dados.

Criar uma nova tabela numa base de dados existente

  1. Clique no Botão do Microsoft Office imagem de botão e, em seguida, clique em Abrir.

  2. Na caixa de diálogo Abrir, selecione a base de dados que quer abrir e, em seguida, clique em Abrir.

  3. No separador Criar, no grupo Tabelas, clique em Tabela.

    Imagem do Friso do Access

    É inserida uma nova tabela na base de dados e a tabela é aberta na vista de Folha de Dados.

Início da Secção

Início da Página

Utilizar um modelo de tabela para criar uma tabela

Em versões anteriores do Access, utilizava o Assistente de Tabelas para criar rapidamente uma tabela a partir de tabelas e campos de exemplo. No Office Access 2007, utiliza modelos de tabela e modelos de campo.

Um modelo de tabela é uma tabela vazia que pode começar a utilizar tal como está ou modificar para atender as suas necessidades. O Office Access 2007 inclui os seguintes modelos de tabela, concebidos para serem compatíveis com as listas do Windows SharePoint Services 3.0 do mesmo nome:

  • Contactos   : uma tabela para gerir informações de contacto profissional, que inclui endereços de e-mail, URLs de página Web e anexos, como um contrato de serviço e uma fotografia.

  • Tarefas   : uma tabela para monitorizar tarefas, que inclui um campo para anexos.

  • Problemas   : uma tabela para monitorizar problemas, que inclui um campo para anexos e um campo Memo só para anexos que mantém um histórico de valores de campo antigos.

  • Eventos    uma tabela para gerir eventos, que inclui um campo Memo de texto formatado e um campo para anexos.

  • Activos    uma tabela para gerir ativos empresariais, que inclui dois campos de moeda para que possa controlar a depreciação do ativo.

Após criar uma tabela ao utilizar um modelo de tabela, é recomendável adicionar campos ao utilizar modelos de campo. Um modelo de campo é um campo predefinido que pode adicionar a qualquer tabela na vista de Folha de Dados. Para obter mais informações sobre utilizar um modelo de campo, consulte a secção Adicionar um campo ao utilizar um modelo de campo, mais adiante neste artigo.

Criar uma nova tabela ao utilizar um modelo de tabela

  1. Clique no Botão do Microsoft Office imagem de botão e, em seguida, clique em Abrir.

  2. Na caixa de diálogo Abrir, selecione e abra a base de dados na qual quer criar uma tabela.

  3. No separador Criar, no grupo Tabelas, clique em Modelos de Tabela e, em seguida, selecione um dos modelos disponíveis da lista.

    Imagem do Friso do Access

    É inserida uma nova tabela, com base no modelo de tabela que escolheu.

Início da Secção

Início da Página

Importar ou ligar para criar uma tabela

Pode criar uma tabela ao importar ou ligar a dados armazenados noutro local. Pode importar ou ligar a dados numa folha de cálculo do Excel, uma lista do Windows SharePoint Services, num ficheiro XML, outra base de dados do Access, uma pasta do Microsoft Office Outlook e muito mais.

Quando importa dados, cria uma cópia dos dados numa nova tabela na base de dados atual. As alterações subsequentes aos dados de origem não terão efeito nos dados importados e as alterações aos dados importados não afetarão os dados de origem. Depois de ligar a uma origem de dados e de importar os dados, poderá utilizar os dados importados sem ligar à origem. Pode alterar a estrutura de uma tabela importada.

Quando liga a dados, cria uma tabela ligada na base de dados atual que representa uma ligação direta às informações existentes armazenadas noutro local. Quando alterar dados numa tabela ligada, está a alterá-los na origem. Sempre que os dados são alterados na origem, essa alteração é apresentada na tabela ligada. Tem de poder ligar à origem de dados sempre que utilizar uma tabela ligada. Não pode alterar a estrutura de uma tabela ligada.

Nota : Não pode editar dados numa folha de cálculo do Excel através de uma tabela ligada. Como solução, importe os dados de origem para uma base de dados do Access e, em seguida, ligue à base de dados a partir do Excel. Para obter mais informações sobre como ligar ao Access a partir do Excel, procure na Ajuda do Excel ou consulte as ligações na secção Consulte Também.

Criar uma nova tabela importando ou ligando a dados externos

  1. Clique no Botão do Microsoft Office imagem de botão e, em seguida, clique em Abrir.

  2. Na caixa de diálogo Abrir, selecione e abra a base de dados na qual quer criar uma nova tabela.

  3. No separador Dados Externos, no grupo Importar, clique numa das origens de dados disponíveis.

Imagem do Friso do Access

  1. Siga as instruções das caixas de diálogo que aparecem em cada passo.

    O Access cria a nova tabela e apresenta-a no Painel de Navegação.

Também pode importar ou ligar a uma lista do SharePoint ao utilizar um comando no separador Criar.

Início da Secção

Início da Página

Utilizar um site do SharePoint para criar uma tabela

Pode criar uma tabela na sua base de dados importada de ou ligada a uma lista do SharePoint. Também pode criar uma nova lista do SharePoint utilizando um modelo predefinido. Os modelos predefinidos no Office Access 2007 incluem Contactos, Tarefas, Problemas e Eventos.

  1. Clique no Botão do Microsoft Office imagem de botão e, em seguida, clique em Abrir.

  2. Na caixa de diálogo Abrir, selecione a base de dados na qual quer criar uma nova tabela e, em seguida, clique em Abrir.

  3. No separador Criar, no grupo Tabelas, clique em Listas do SharePoint.

    Imagem do Friso do Access

  4. Efetue um dos seguintes procedimentos:

    • Criar uma lista do SharePoint baseada num modelo

      1. Clique em Contactos, Tarefas, Problemas ou Eventos.

      2. Na caixa de diálogo Criar Nova Lista, insira o URL do site do SharePoint onde quer criar a lista.

      3. Introduza um nome para a nova lista e a sua descrição nas caixas Especifique um nome para a nova lista e Descrição.

      4. Para abrir a tabela ligada após ter sido criada, selecione a caixa de verificação Abrir a lista depois de concluído (selecionada por predefinição).

  • Criar uma nova lista personalizada

    1. Clique em Personalizar.

    2. Na caixa de diálogo Criar Nova Lista, insira o URL do site do SharePoint onde quer criar a lista.

    3. Introduza um nome para a nova lista e a sua descrição nas caixas Especifique um nome para a nova lista e Descrição.

    4. Para abrir a tabela ligada após ter sido criada, selecione a caixa de verificação Abrir a lista depois de concluído (selecionada por predefinição).

  • Importar os dados de uma lista existente

  • Clique em Lista do SharePoint Existente.

  • Na caixa de diálogo Obter Dados Externos, escreva o URL para o site SharePoint que contém os dados que pretende importar.

  • Clique em Importar os dados de origem para uma nova tabela da base de dados atual e, em seguida, clique em Seguinte.

  • Selecione a caixa de verificação junto a cada lista do SharePoint que pretende importar.

  • Ligar a uma lista existente

  • Clique em Lista do SharePoint Existente.

  • Na caixa de diálogo Obter Dados Externos - Site SharePoint, escreva o URL para o site SharePoint que contém a lista à qual pretende ligar.

  • Clique em Ligar à origem de dados criando uma tabela ligada e, em seguida, clique em Seguinte.

  • Selecione a caixa de verificação junto a cada lista do SharePoint à qual pretende ligar.

Início da Secção

Início da Página

Definir a chave primária de uma tabela

A menos que tenha uma razão específica para não o fazer, deve especificar uma chave primária para uma tabela. O Access cria automaticamente um índice para a chave primária, que pode ajudar a melhorar o desempenho da base de dados. O Access também garante que cada registo tem um valor no campo de chave primária e que esse valor é sempre exclusivo. Os valores exclusivos são cruciais, caso contrário não existe uma forma fiável de distinguir uma linha específica de outras linhas.

Quando cria uma nova tabela na vista de Folha de Dados, o Access cria automaticamente uma chave primária e atribui-lhe um nome do campo de ID e o tipo de dados Numeração Automática.

Na vista de Estrutura, pode alterar ou remover a chave primária ou definir a chave primária para uma tabela que não tem uma.

Determinar que campos utilizar como uma chave primária

Por vezes, poderá já ter dados que quer utilizar como uma chave primária. Por exemplo, poderá ter números de ID existentes para os seus funcionários. Se criar uma tabela para controlar as informações dos funcionários, pode optar por utilizar um ID de funcionário existente como a chave primária da tabela. Em alternativa, o ID de funcionário só é exclusivo em combinação com o ID do departamento, sendo necessário utilizar ambos os campo como a chave primária. Um bom candidato a chave primária tem as seguintes características:

  • Cada registo tem um valor exclusivo para o campo ou combinação de campos.

  • O campo ou combinação de campos nunca está vazio ou é nulo, tem sempre um valor.

  • Os valores não são alterados.

Se não existirem dados adequados para utilizar como uma chave primária, pode criar um novo campo para utilizar como uma chave primária. Quando cria um novo campo para utilizar como uma chave primária, defina o tipo de dados do campo para Numeração Automática para ajudar a garantir que cumpre as três características na lista anterior.

Definir ou alterar a chave primária

  1. Selecione a tabela cuja chave primária quer definir ou alterar.

  2. No separador Base, no grupo Vistas, clique em Vista e, em seguida, clique em Vista de Estrutura.

  3. Na grelha de estrutura da tabela, selecione o campo ou campos que quer utilizar como a chave primária.

    Para selecionar um campo, clique no seletor de linha correspondente ao campo pretendido.

    Para selecionar mais do que um campo, mantenha a tecla Ctrl premida e, em seguida, clique no seletor de linha correspondente a cada campo.

  4. No separador Estrutura, no grupo Ferramentas, clique em Chave Primária.

    Grupo Ferramentas do Separador Estrutura do Friso

    Um indicador de chave é apresentado à esquerda do campo ou campos que especificar como a chave primária.

Remover a chave primária

  1. Selecione a tabela cuja chave primária quer remover.

  2. No separador Base, no grupo Vistas, clique em Vista e, em seguida, clique em Vista de Estrutura.

  3. Clique no seletor de linha correspondente à chave primária atual. Se a chave primária for constituída por múltiplos campos, mantenha a tecla Ctrl premida e, em seguida, clique no seletor de linha correspondente a cada campo.

  4. No separador Estrutura, no grupo Ferramentas, clique em Chave Primária.

    Grupo Ferramentas do Separador Estrutura do Friso

    O indicador de chave é removido do campo ou campos que tenham sido especificados anteriormente como chave primária.

Nota : Quando guarda uma nova tabela sem definir uma chave primária, o Access pede-lhe para criar um novo campo para a chave primária. Se clicar em Sim, o Access criará um campo de ID que utiliza o tipo de dados Numeração Automática para fornecer um valor exclusivo para cada registo. Se a sua tabela já incluir um campo de Numeração Automática, o Access irá utilizá-lo como a chave primária. Se clicar em Não, o Access não adicionará um campo e não será definida uma chave primária.

Início da Secção

Início da Página

Definir as propriedades de uma tabela

Além de definir os campos de propriedades, também pode definir propriedades que se aplicam a uma tabela inteira ou a registos inteiros.

  1. Selecione a tabela cujas propriedades pretende definir.

  2. No separador Base, no grupo Vistas, clique em Vista e, em seguida, clique em Vista de Estrutura.

  3. No separador Estrutura, no grupo Mostrar/Ocultar, clique em Folha de Propriedades.

    Grupo Mostrar/Ocultar no separador Estrutura no Access

    A folha de propriedades da tabela é apresentada.

  4. Na folha de propriedades, clique no separador Geral.

  5. Clique na caixa à esquerda da propriedade que quer definir e, em seguida, introduza uma definição para a propriedade.

    Propriedades da tabela disponíveis

    Utilizar esta propriedade da tabela

    Para

    Apresentar Vistas no Site do SharePoint

    Especificar se as vistas baseadas na tabela podem ser apresentadas num site SharePoint.

    Nota : Os efeitos desta definição dependem da definição da propriedade da base de dados Apresentar Todas as Vistas no Site SharePoint.

    Para mais informações, consulte a secção Consulte Também.

    Subfolha de Dados Expandida

    Expandir todas as subfolhas de dados quando abre a tabela.

    Altura da Subfolha de Dados

    Efetue um dos seguintes procedimentos:

    • Se quiser que a janela da subfolha de dados se expanda para apresentar todas as linhas, deixe esta propriedade definida como 0".

    • Se pretender controlar a altura da subfolha de dados, introduza a altura pretendida em polegadas.

    Orientação

    Definir a orientação da vista consoante o idioma seja de leitura da esquerda para a direita ou da direita para a esquerda.

    Descrição

    Fornecer uma descrição da tabela. Esta descrição irá aparecer em descrições para a tabela.

    Vista Predefinida

    Definir Folha de Dados, Tabela Dinâmica ou Gráfico Dinâmico como a vista predefinida quando abrir a tabela.

    Regra de Validação

    Introduzir uma expressão que tenha de ser verdadeira sempre que adicionar ou alterar um registo.

    Texto de Validação

    Introduzir uma mensagem que é apresentada quando um registo violar a expressão na propriedade Regra de validação.

    Filtrar

    Definir critérios para apresentar apenas linhas com correspondência na vista de Folha de Dados.

    Ordenar Por

    Selecionar um ou mais campos para especificar a sequência de ordenação predefinida das linhas na vista de Folha de Dados.

    Nome da Subfolha de Dados

    Especificar se uma subfolha de dados deverá aparecer na vista de Folha de Dados e, se for o caso, qual a tabela ou consulta que deve fornecer as linhas na subfolha de dados.

    Ligar Campos Subordinados

    Listar os campos da tabela ou consulta utilizados para a subfolha de dados que correspondem à propriedade Ligar campos principais especificada para a tabela.

    Ligar Campos Principais

    Listar os campos da tabela que correspondem à propriedade Ligar campos subordinados especificada para a tabela.

    Filtrar Ao Carregar

    Aplicar automaticamente os critérios de filtragem na propriedade Filtro (definindo como Sim) quando a tabela for aberta na vista de Folha de Dados.

    Ordenar Por Ao Carregar

    Aplicar automaticamente os critérios de ordenação na propriedade Ordenar por (definindo como Sim) quando a tabela for aberta na vista de Folha de Dados.

    Sugestão : Para ter mais espaço para introduzir ou editar uma definição na caixa de propriedade, prima Shift+F2 para apresentar a caixa Zoom. Se estiver a definir a propriedade Regra de validação com uma expressão e quiser ajuda sobre como criá-la, clique em Botão do Construtor junto à caixa da propriedade Regra de Validação para apresentar o Construtor de Expressões.

  6. Para guardar as suas alterações, prima Ctrl+G.

Início da Secção

Início da Página

Inserir, adicionar ou criar um novo campo numa tabela

Cada dado que pretende controlar é armazenado num campo. Por exemplo, numa tabela de contactos, crie campos para o Apelido, Nome Próprio, Número de Telefone e Endereço. Numa tabela de produtos, crie campos para o Nome do Produto, ID do Produto e Preço.

Antes de criar campos, tente separar os dados em partes mais pequenas. É muito mais fácil combinar dados posteriormente do que dividi-los. Por exemplo, em vez de um campo Nome Completo, considere criar campos separados para Apelido e Nome Próprio. Em seguida, pode facilmente procurar ou ordenar por Nome Próprio, Apelido ou ambos. Se pretender criar um relatório, ordenar, procurar ou efetuar um cálculo com base num item de dados, coloque esse item sozinho num campo. Para mais informações sobre a estruturação de uma base de dados e a criação de campos, consulte as ligações na secção Consulte Também.

Depois de criar um campo, também pode definir propriedades do campo para controlar o seu aspeto e comportamento.

O que pretende fazer?

Adicionar um campo ao introduzir dados

Adicionar um campo através de um modelo de campo

Adicionar um campo a partir de uma tabela existente

Definir as propriedades do campo

Definir as propriedades do campo na vista de Folha de Dados

Abrir uma tabela na vista de Folha de Dados

Mudar o nome de um campo

Alterar o tipo de dados de um campo

Alterar o formato de um campo

Definir outras propriedades do campo

Definir as propriedades do campo na vista de Estrutura

Abrir a tabela na vista de Estrutura

Alterar o tipo de dados de um campo

Definir outras propriedades do campo

Adicionar um campo ao introduzir dados

Ao criar uma nova tabela ou abrir uma tabela existente na vista de Folha de Dados, pode adicionar um campo à tabela introduzindo dados na coluna Adicionar Novo Campo da folha de dados.

Folha de Dados no Access com a coluna Adicionar Novo Campo

1. Introduza dados na coluna Adicionar Novo Campo.

  1. Crie ou abra uma tabela na vista de Folha de Dados.

    Para obter mais informações sobre como criar uma tabela, consulte a secção, Criar uma nova tabela.

  2. Na coluna Adicionar Novo Campo, introduza o nome do campo que quer criar.

    Utilize um nome descritivo para que o campo seja mais fácil de identificar.

  3. Introduza dados no novo campo.

Início da Secção

Início da Página

Adicionar um campo através de um modelo de campo

Por vezes, é mais fácil escolher a partir de uma lista de campos predefinida que corresponde às suas necessidades do que criar manualmente um campo. Pode utilizar o painel de tarefas Modelos de Campo para escolher a partir de uma lista de modelos de campo. Um modelo de campo é um conjunto predefinido de características e propriedades que descreve um campo. A definição do modelo de campo inclui um nome de campo, um tipo de dados, uma definição para a propriedade Formato do campo e outras propriedades do campo.

  1. No separador Base, no grupo Vistas, clique em Vista e, em seguida, clique em Vista de Folha de Dados.

  2. No separador Folha de Dados, no grupo Campos e Colunas, clique em Novo Campo.

    Imagem do Friso do Access

  3. Selecione um ou mais campos no painel Modelos de Campo e, em seguida, arraste-os para a tabela onde quer inserir a nova coluna.

Início da Secção

Início da Página

Adicionar um campo a partir de uma tabela existente

Se a sua base de dados já incluir tabelas, pode adicionar um campo a partir de uma dessas tabelas à sua nova tabela ao utilizar o painel Lista de Campos. O painel Lista de Campos indica todas as outras tabelas na sua base de dados, agrupadas em duas categorias: Campos disponíveis em tabelas relacionadas e Campos disponíveis noutras tabelas. Se a tabela que está a adicionar a um campo estiver relacionada com outras tabelas, os campos das tabelas relacionadas serão indicados em primeiro lugar no painel Lista de Campos.

Painel Lista de Campos

  1. Clique no Botão do Microsoft Office imagem de botão e, em seguida, clique em Abrir.

  2. Na caixa de diálogo Abrir, selecione e abra a base de dados com que pretende trabalhar.

  3. No Painel de Navegação, faça duplo clique na tabela à qual pretende adicionar um campo existente.

    A tabela abre-se na vista de Folha de Dados.

  4. No separador Folha de Dados, no grupo Campos e Colunas, clique em Adicionar Campos Existentes.

Imagem do Friso do Access

  1. Clique no sinal de adição (+) junto a uma tabela no painel Lista de Campos para apresentar a lista de campos nessa tabela.

  2. Selecione o campo pretendido e arraste-o para a tabela onde quer inserir a nova coluna.

  3. Siga as instruções no Assistente de Pesquisas.

    Após ter concluído o assistente, o campo é apresentado na tabela na vista de Folha de Dados.

Quando adiciona um campo a partir de uma tabela não relacionada e, em seguida, conclui o Assistente de Pesquisas, é criada automaticamente uma nova relação um-para-muitos entre a tabela no painel Lista de Campos e a tabela aberta.

Encontre ligações para obter mais informações sobre o Assistente de Pesquisas na secção Consulte Também.

Início da Secção

Início da Página

Definir as propriedades do campo

Depois de criar um campo, pode definir propriedades do campo para controlar o aspeto e o comportamento.

Por exemplo, ao definir as propriedades do campo, pode:

  • Controlar o aspeto dos dados num campo

  • Ajudar a evitar a introdução de dados incorreta num campo

  • Especificar valores predefinidos para um campo

  • Ajudar a acelerar a pesquisa e a ordenação num campo

Pode definir algumas das propriedades do campo disponíveis enquanto trabalha na vista de Folha de Dados. Contudo, para ter acesso e definir a lista completa de propriedades do campo, tem de utilizar a vista de Estrutura.

Definir as propriedades do campo na vista de Folha de Dados

Pode mudar um nome de um campo, alterar o tipo de dados, alterar a propriedade Formato e alterar algumas das restantes propriedades enquanto trabalha na vista de Folha de Dados.

Abrir uma tabela na vista de Folha de Dados

  1. No Painel de Navegação, clique com o botão direito do rato na tabela que pretende abrir.

  2. No menu de atalho, clique em Vista de Folha de Dados.

Mudar o nome de um campo

Quando adicionar um campo ao introduzir dados na vista de Folha de Dados, o Access atribui automaticamente um nome genérico ao campo. O Access atribui o nome Campo1 ao primeiro campo novo, Campo2 ao segundo campo novo e assim sucessivamente. Por predefinição, o nome de um campo é utilizado como a sua etiqueta sempre que o campo for apresentado, tal como o cabeçalho de uma coluna numa folha de dados. Mudar o nome dos campos, de modo a terem nomes mais descritivos, facilita a sua utilização quando o utilizador visualiza ou edita registos.

  1. Clique com o botão direito do rato no cabeçalho do campo cujo nome pretende mudar (por exemplo, Campo1).

  2. No menu de atalho, clique em Mudar o Nome da Coluna.

  3. Introduza o novo nome no cabeçalho do campo.

    Os nomes de campos podem ter até 64 carateres (letras ou números), incluindo espaços.

Alterar o tipo de dados de um campo

Quando criar um campo introduzindo dados na vista de Folha de Dados, o Access examina esses dados para determinar o tipo de dados apropriado para o campo. Por exemplo, se introduzir 1/1/2006, o Access reconhece que os dados como uma data e define o tipo de dados para o campo como Data/Hora. Se o Access não conseguir determinar o tipo de dados, o tipo de dados é definido como Texto por predefinição.

O tipo de dados do campo determina as outras propriedades do campo que pode definir. Por exemplo, só pode definir a propriedade Anexar Apenas para um campo que tenha o tipo de dados Hiperligação ou o tipo de dados Memo.

Poderão existir situações em que pretenda alterar manualmente o tipo de dados de um campo. Por exemplo, imagine que tem números de divisões que parecem datas, tais como 10/2001. Se introduzir 10/2001 num novo campo na vista de Folha de Dados, a funcionalidade de deteção automática de tipo de dados seleciona o tipo de dados Data/Hora para o campo. Uma vez que os números de divisões são etiquetas, e não datas, deverão utilizar o tipo de dados Texto. Utilize o seguinte procedimento para alterar o tipo de dados de um campo.

  1. No Friso, clique no separador Folha de Dados.

  2. Na lista Tipo de Dados, no grupo Tipo de Dados e Formatação, selecione o tipo de dados pretendido.

    Imagem do Friso do Access com o grupo Tipo de Dados e Formatação

    Tipos de dados disponíveis

    Tipo de dados

    Utilizar para armazenar

    Tamanho

    Texto

    Carateres alfanuméricos

    Utilize para texto ou para números que não são utilizados em cálculos (por exemplo, o ID de um produto). Um valor numérico que é armazenado como texto pode ser ordenado e filtrado mais logicamente, mas não pode ser utilizado facilmente em cálculos.

    Até 255 carateres.

    Memo

    Carateres alfanuméricos (com mais de 255 carateres) ou texto que utiliza formatação RTF.

    Utilize para texto com mais de 255 carateres ou para texto que utiliza formatação RTF. Notas, descrições longas e parágrafos que utilizam formatação de texto, como negrito ou itálico, são bons exemplos de como utilizar um campo Memo.

    Até 1 GB de carateres ou 2 GB de armazenamento (2 bytes por caráter), dos quais pode apresentar 65 535 carateres num controlo.

    Número

    Valores numéricos (números inteiros ou valores fracionais).

    Utilize para armazenar números que são utilizados em cálculos, exceto para valores monetários (utilize para tipo de dados Moeda para valores monetários).

    1, 2, 4 ou 8 bytes ou 16 bytes quando são utilizados para um ID de replicação.

    Data/Hora

    Datas e horas.

    Utilize para armazenar valores de data/hora. Tenha em atenção que cada valor armazenado inclui um componente de data e um componente de hora.

    8 bytes.

    Moeda

    Valores monetários.

    Utilize para armazenar valores monetários (moeda).

    8 bytes.

    Numeração Automática

    Um valor numérico exclusivo que o Access insere automaticamente quando um registo é adicionado.

    Utilize para gerar valores exclusivos que podem ser utilizados como uma chave primária. Tenha em atenção que os valores dos campos de Numeração Automática podem ser incrementados sequencialmente ou por um valor especificado ou atribuídos aleatoriamente.

    4 bytes ou 16 bytes quando são utilizados para um ID de replicação.

    Sim/Não

    Valores boleanos (sim/não).

    Pode utilizar um de três formatos: Sim/Não, Verdadeiro/Falso ou Ligado/Desligado.

    1 bit (8 bits = 1 byte).

    Objeto OLE

    Objetos OLE ou outros dados binários.

    Utilize para armazenar objetos OLE a partir de outros programas do Microsoft Windows.

    Até 1 GB.

    Anexo

    Imagens, Ficheiros Binários, Ficheiros do Office.

    Este é o tipo de dados preferencial para armazenar imagens digitais e qualquer tipo de ficheiro binário.

    Para anexos comprimidos, 2 GB. Para anexos não comprimidos, aproximadamente 700 KB, consoante o grau em que o anexo pode ser comprimido.

    Hiperligação

    Hiperligações.

    Utilize para armazenar hiperligações para fornecer acesso de clique único a páginas Web através de um URL (Uniform Resource Locator) ou ficheiros através de um nome no formato UNC (Universal Naming Convention). Também pode ligar a objetos do Access armazenados numa base de dados.

    Até 1 GB de carateres ou 2 GB de armazenamento (2 bytes por caráter), dos quais pode apresentar 65 535 carateres num controlo.

    Assistente de Pesquisas

    Não é um tipo de dados, em vez disso, esta ação inicia o Assistente de Pesquisas.

    Utilize para iniciar o Assistente de Pesquisas para que possa criar um campo que utiliza uma caixa de combinação para pesquisar um valor noutra tabela, consulta ou lista de valores.

    Tabela ou consulta com base: No tamanho da coluna dependente.

    Valor com base: No tamanho do campo de Texto utilizado para armazenar o valor.

    Nota : O tamanho máximo de um ficheiro de base de dados do Access é 2 GB.

    Sugestões acerca de tipos de dados

    • Para otimizar o desempenho, deve utilizar o Tamanho do Campo mais adequado quando cria um campo de Texto ou Número. Por exemplo, se espera armazenar códigos postais com um comprimento previsível, especifique esse comprimento como o tamanho do campo. Pode especificar o tamanho do campo ao definir um valor na caixa de propriedade TamanhoDoCampo. Para obter mais informações, consulte a secção Definir outras propriedades do campo.

    • Para números de telefone, números de peças e outros números que não quer utilizar para cálculos matemáticos, deve selecionar o tipo de dados Texto em vez do tipo de dados Número. Um valor numérico que é armazenado como texto pode ser ordenado e filtrado mais logicamente.

Alterar o formato de um campo

Além de determinar o tipo de dados de um novo campo, o Access também pode definir a propriedade Formato para o campo, dependendo do que for introduzido. Por exemplo, se introduzir 10:50, o Access define o tipo de dados como Data/Hora e a propriedade Formato como Hora Normal. Para alterar manualmente a propriedade Formato de um campo, execute o seguinte procedimento:

  1. No Friso, clique no separador Folha de Dados.

  2. Na lista Formato, no grupo Tipo de Dados e Formatação, introduza o formato pretendido.

    Nota : A lista Formato pode não estar disponível para alguns campos (por exemplo, Texto), dependendo do tipo de dados do campo.

Definir outras propriedades do campo

  1. Na vista de Folha de Dados, clique no campo para o qual pretende definir a propriedade.

  2. No separador Folha de Dados, no grupo Tipo de Dados e Formatação, selecione as propriedades pretendidas.

    Imagem do Friso do Access com o grupo Tipo de Dados e Formatação

Início da Secção

Início da Página

Definir as propriedades do campo na vista de Estrutura

Pode definir uma propriedade do campo enquanto trabalha com uma tabela na vista de Estrutura. Na vista de Estrutura, define o tipo de dados de um campo na grelha de estrutura da tabela e define outras propriedades no painel Propriedades do Campo.

Abrir uma tabela na vista de Estrutura

  1. No Painel de Navegação, clique com o botão direito do rato na tabela.

  2. No menu de atalho, clique em Vista de Estrutura.

Alterar o tipo de dados de um campo

  1. Na grelha de estrutura da tabela, localize o campo para o qual pretende alterar o tipo de dados.

  2. Na coluna Tipo de Dados, selecione um tipo de dados da lista.

    Tipos de dados disponíveis

    Tipo de dados

    Utilizar para armazenar

    Tamanho

    Texto

    Carateres alfanuméricos

    Utilize para texto ou para números que não são utilizados em cálculos (por exemplo, o ID de um produto). Um valor numérico que é armazenado como texto pode ser ordenado e filtrado mais logicamente, mas não pode ser utilizado facilmente em cálculos.

    Até 255 carateres.

    Memo

    Carateres alfanuméricos (com mais de 255 carateres) ou texto que utiliza formatação RTF.

    Utilize para texto com mais de 255 carateres ou para texto que utiliza formatação RTF. Notas, descrições longas e parágrafos que utilizam formatação de texto, como negrito ou itálico, são bons exemplos de como utilizar um campo Memo.

    Até 1 GB de carateres ou 2 GB de armazenamento (2 bytes por caráter), dos quais pode apresentar 65 535 carateres num controlo.

    Número

    Valores numéricos (números inteiros ou valores fracionais).

    Utilize para armazenar números que são utilizados em cálculos, exceto para valores monetários (utilize para tipo de dados Moeda para valores monetários).

    1, 2, 4 ou 8 bytes ou 16 bytes quando são utilizados para um ID de replicação.

    Data/Hora

    Datas e horas.

    Utilize para armazenar valores de data/hora. Tenha em atenção que cada valor armazenado inclui um componente de data e um componente de hora.

    8 bytes.

    Moeda

    Valores monetários.

    Utilize para armazenar valores monetários (moeda).

    8 bytes.

    Numeração Automática

    Um valor numérico exclusivo que o Access insere automaticamente quando um registo é adicionado.

    Utilize para gerar valores exclusivos que podem ser utilizados como uma chave primária. Tenha em atenção que os valores dos campos de Numeração Automática podem ser incrementados sequencialmente ou por um valor especificado ou atribuídos aleatoriamente.

    4 bytes ou 16 bytes quando são utilizados para um ID de replicação.

    Sim/Não

    Valores boleanos (sim/não).

    Pode utilizar um de três formatos: Sim/Não, Verdadeiro/Falso ou Ligado/Desligado.

    1 bit (8 bits = 1 byte).

    Objeto OLE

    Objetos OLE ou outros dados binários.

    Utilize para armazenar objetos OLE a partir de outros programas do Microsoft Windows.

    Até 1 GB.

    Anexo

    Imagens, Ficheiros Binários, Ficheiros do Office.

    Este é o tipo de dados preferencial para armazenar imagens digitais e qualquer tipo de ficheiro binário.

    Para anexos comprimidos, 2 GB. Para anexos não comprimidos, aproximadamente 700 KB, consoante o grau em que o anexo pode ser comprimido.

    Hiperligação

    Hiperligações.

    Utilize para armazenar hiperligações para fornecer acesso de clique único a páginas Web através de um URL (Uniform Resource Locator) ou ficheiros através de um nome no formato UNC (Universal Naming Convention). Também pode ligar a objetos do Access armazenados numa base de dados.

    Até 1 GB de carateres ou 2 GB de armazenamento (2 bytes por caráter), dos quais pode apresentar 65 535 carateres num controlo.

    Assistente de Pesquisas

    Não é um tipo de dados, em vez disso, esta ação inicia o Assistente de Pesquisas.

    Utilize para iniciar o Assistente de Pesquisas para que possa criar um campo que utiliza uma caixa de combinação para pesquisar um valor noutra tabela, consulta ou lista de valores.

    Tabela ou consulta com base: No tamanho da coluna dependente.

    Valor com base: No tamanho do campo de Texto utilizado para armazenar o valor.

    Nota : O tamanho máximo de um ficheiro de base de dados do Access é 2 GB.

    Sugestões acerca de tipos de dados

    • Para números de telefone, números de peças e outros números que não quer utilizar para cálculos matemáticos, deve selecionar o tipo de dados Texto em vez do tipo de dados Número. Um valor numérico que é armazenado como texto pode ser ordenado e filtrado mais logicamente, mas não pode ser utilizado facilmente em cálculos.

    • Para os tipos de dados Texto e Número, pode especificar o tamanho do campo ou o tipo de dados mais precisamente ao definir um valor na caixa de propriedade TamanhoDoCampo.

Definir outras propriedades do campo

  1. Na grelha de estrutura da tabela, selecione o campo para o qual pretende definir propriedades. O Access apresenta as propriedades deste campo no painel Propriedades do Campo.

    O tipo de dados do campo determina as propriedades que pode definir.

  2. No painel Propriedades do Campo, introduza as definições pretendidas para cada propriedade ou prima F6 e, em seguida, utilize as teclas de setas para selecionar uma propriedade.

    Que propriedades do campo estão disponíveis?

    Nota : Nem todas as propriedades estão disponíveis para cada campo. O tipo de dados de um campo determina que propriedades tem.

    Propriedade do campo

    Descrição

    Tamanho do Campo

    Definir o tamanho máximo dos dados armazenados como um tipo de dados Texto, Número ou Numeração Automática.

    Sugestão : Para obter um desempenho melhor, especifique sempre o Tamanho do Campo mais pequeno necessário.

    Formato

    Personalizar a forma como o campo aparece por predefinição quando apresentado ou impresso.

    Casas Decimais

    Especificar o número de casas decimais para utilizar ao apresentar números.

    Novos Valores

    Especificar se um campo de Numeração Automática é incrementado ou se é atribuído um valor aleatório quando é adicionado um novo registo.

    Máscara de Introdução

    Apresentar carateres que ajudam a guiar a introdução de dados. Para obter mais informações sobre como criar e utilizar uma máscara de introdução, consulte a secção Consulte Também.

    Legenda

    Definir o texto apresentado por predefinição nas etiquetas de formulários, relatórios e consultas.

    Valor Predefinido

    Atribuir automaticamente um valor predefinido a um campo quando são adicionados novos registos.

    Regra de Validação

    Fornecer uma expressão que tem de ser verdadeira sempre que adicionar ou alterar o valor neste campo.

    Texto de Validação

    Introduzir uma mensagem para apresentar quando um valor viola a expressão na propriedade Regra de Validação.

    Obrigatório

    Exigir que os dados sejam introduzidos num campo.

    Permitir Comprimento Zero

    Permitir a introdução (ao definir o valor da propriedade para Sim) de uma cadeia de comprimento zero ("") num campo Text ou Memo.

    Indexado

    Acelerar o acesso aos dados neste campo ao criar e utilizar um índice.

    Compressão Unicode

    Comprimir texto armazenado neste campo quando uma pequena quantidade de texto é armazenada (< 4 096 carateres).

    Modo IME

    Controlar a conversão de carateres numa versão do leste asiático do Windows.

    Modo de Frase IME

    Controlar a conversão de frases numa versão do leste asiático do Windows.

    Etiquetas Inteligentes

    Anexar uma etiqueta inteligente a este campo.

    Anexar Apenas

    Controlar o histórico de valores de campo (ao definir o valor da propriedade para Sim).

    Formato de Texto

    Escolher o valor Rich Text da propriedade para armazenar texto como HTML e permitir formatação RTF. Escolher o valor Texto Simples da propriedade para armazenar apenas texto não formatado.

    Alinhamento do Texto

    Especificar o alinhamento predefinido do texto num controlo.

  3. Para fornecer mais espaço para introduzir ou editar uma definição da propriedade na caixa da propriedade, prima Shift+F2 para apresentar a caixa Zoom.

    Sugestão : Se estiver a introduzir uma máscara de introdução ou uma expressão de validação e quiser ajuda para criá-la, clique em Botão do Construtor junto à caixa da propriedade para apresentar o construtor adequado.

  4. Para guardar as suas alterações, prima Ctrl+G.

Encontre ligações para mais informações sobre tipos de dados e propriedades do campo na secção Consulte Também.

Início da Secção

Início da Página

Guardar uma tabela

Após criar ou modificar uma tabela, deve guardar a sua estrutura. Quando guardar uma tabela pela primeira vez, atribua-lhe um nome que descreva os dados que contém. Pode utilizar até 64 carateres alfanuméricos, incluindo espaços. Por exemplo, pode atribuir o nome Clientes, Inventário de Peças ou Produtos a uma tabela.

Sugestão : Deve escolher uma convenção de nomenclatura para os objetos na sua base de dados e utilizá-la de forma consistente.

  1. Clique no Botão do Microsoft Office imagem de botão e, em seguida, clique em Guardar ou prima Ctrl+G.

  2. Se estiver a guardar a tabela pela primeira vez, escreva um nome para a mesma e, em seguida, clique em OK.

Início da Página

Nota : Exclusão de Responsabilidade da Tradução Automática: Este artigo foi traduzido por um sistema informático sem intervenção humana. A Microsoft fornece estas traduções automáticas para ajudar utilizadores que não falam inglês a desfrutarem de conteúdos acerca dos produtos, serviços e tecnologias da Microsoft. Uma vez que o artigo foi traduzido de forma automática, é possível que contenha erros de vocabulário, sintaxe ou gramática.

As informações foram úteis?

Ótimo! Tem mais feedback?

Como podemos melhorá-lo?

Obrigado pelos seus comentários!

×