Seis etapas para criar um currículo atraente

Seu currículo não está deslanchando?

Seu currículo não deslancha nas pesquisas de emprego? Se você começou uma verdadeira caçada em busca de uma nova posição e não está obtendo os resultados esperados, a resposta pode ser “sim”. Veja a seguir seis formas de transformar um currículo sem graça em um totalmente atraente:

  1. Seja objetivo     Siga as dicas de quem tem tino comercial e passe uma mensagem objetiva em seu currículo, que deve expressar claramente sua meta profissional desde o início: pelo título (se você já for experiente) ou por uma frase objetiva (se for recém-formado ou estiver mudando de área). Todos os dias, os gerentes responsáveis pela contratação recebem centenas de currículos, especialmente nos períodos de alto índice de demissões ou durante o anúncio de várias vagas pela Internet. Possivelmente, seu currículo não será lido com muita atenção na avaliação inicial, portanto, aproveite cada segundo para demonstrar seu real objetivo (e suas qualificações). O título ou a frase objetiva do seu currículo deve estar logo abaixo do seu nome e de suas informações de contato.

    Veja estes exemplos de título de currículo: “Representante de vendas premiado na área de TI”, “Administrador de rede com várias certificações (CNA, MCSE, CCNA)” e “Profissional de suporte administrativo com experiência em empresas da Fortune 500”.

    Veja estes exemplos de objetivos: “Recém-formado em finanças com excelente base acadêmica e alto desempenho em estágio no Banco do Brasil com grande interesse em ingressar na carreira bancária.” “Técnica de enfermagem habilitada em busca de maior experiência médica e com competência interpessoal reconhecida para atuar na área de vendas farmacêuticas.”

  2. Apresente suas realizações em detalhes     No mercado de trabalho competitivo de hoje, seu currículo deve apresentar mais do que uma simples lista de empresas, cargos, datas dos trabalhos e responsabilidades gerais. Para entrar na concorrência de verdade, seu currículo deve realçar não apenas o que você já fez, mas também a qualidade dos seus trabalhos. Uma forma eficiente de demonstrar isso é fornecer um breve resumo das suas responsabilidades gerais abaixo de cada cargo que já ocupou, seguido de uma lista com marcadores das “Principais Realizações” ou “Contribuições Específicas”.

    As responsabilidades são obrigações diárias, como supervisão de equipe, administração de banco de dados ou gestão de operações. As realizações descrevem ações específicas tomadas para atender ou exceder as metas do empregador ou as expectativas do cliente. Normalmente, as realizações descrevem como você conseguiu melhorar processos, serviços ou tecnologias; gerar receitas; reduzir custos; aumentar a eficiência ou organização; acelerar o tempo de resposta; elevar os lucros; aumentar a satisfação do cliente; resolver problemas; melhorar a motivação e o treinamento da equipe; conquistar novos clientes ou manter os negócios existentes; desbancar a concorrência ou elevar o nível do desempenho.

  3. Mostre suas realizações com números     Sempre que possível, mostre as suas realizações com números, como porcentagens, valores monetários, comparações antes e depois ou outros indicativos. Dessa forma, você agrega veracidade ao seu currículo usando evidências concretas de suas realizações.

    Considere este exemplo de antes e depois: Antes (declaração de realização sem números): identificação e solução de problemas técnicos complexos para aprimorar o funcionamento da rede. Depois (declaração de realização com números): aumento no tempo de atividade da rede de 89% para 99,5% (recorde). Reversão de um longo período de quedas de rede por meio de solução especializada de problemas e otimização dos sistemas.

  4. Potencialize as palavras-chave em seu currículo     Os empregadores usam palavras-chave para procurar currículos armazenados online ou em bancos de dados no computador. Quanto mais palavras-chave houver em seu currículo, mais fácil será encontrá-lo em meio a milhares de currículos. Você pode ter a experiência e as habilidades exatas que uma empresa está buscando; mas, se o seu currículo não refletir isso por meio de palavras-chave, será bem provável que ele não seja encontrado em meio a todos os outros candidatos que souberam usar bem as palavras-chave.

    Não precisa ser uma lista interminável, as palavras-chave podem ser cargos e atividades (ex. “programador de computador”, “programação de computador”, “gerente de loja”, “gestão de vários outlets”); graduações ou certificados (ex. “graduação em marketing,” “formado em marketing”, “CPA”, “LPN”); jargão do mercado (ex. “ISO 9000,” “Seis Sigma”, “Sistemas JIT”); programas/aplicativos/sistemas de computador (ex. “Microsoft Office Word”, “Microsoft Office PowerPoint”, “Windows 2000”) e qualidades pessoais (ex. “solução criativa de problemas”, “preparação e treinamento de equipes”, “planejamento estratégico”, “gerenciamento de relacionamento com o cliente”). Se não tiver certeza se o seu currículo inclui as palavras-chave adequadas a sua área e meta profissional, passe mais tempo pesquisando em anúncios de vagas que correspondam aos seus interesses. Se encontrar termos e frases usados várias vezes para descrever requisitos ou “qualificações desejadas” nesses anúncios, e você tiver qualificações e habilidades semelhantes, inclua essas palavras-chave em seu currículo.

  5. Seja estratégico na organização do conteúdo do currículo     Suas qualificações, habilidades, experiências e realizações mais importantes e relevantes devem ser mostradas na primeira página do seu currículo. Isso quer dizer que você precisa ser um pouco criativo na hora de se apresentar no papel. Por exemplo, se você é recém-formado na universidade sem muita experiência profissional, sua qualificação principal será o seu estudo. Não a coloque na parte de baixo do currículo. Mostre-a de forma evidente na metade superior do currículo e inclua vários detalhes sobre seus “pontos principais no programa de graduação”, listando não apenas a graduação, mas também as aulas que faziam parte de seu campo de estudo mais importante. (Isso também ajuda a inserir mais palavras-chave em seu currículo.)

    Veja este outro exemplo: se você pretende voltar a trabalhar em uma área em que não trabalha há alguns anos, precisa enfatizar essa experiência anterior. Uma maneira de fazer isso é promover sua carreira anterior em uma maravilhosa introdução de “resumo de perfil”, uma breve seção de um ou dois parágrafos seguida do título e do objetivo do currículo, onde você destaca sua experiência anterior de trabalho.

  6. Revise, revise, revise!     Seu currículo não pode ter nenhum erro de digitação, ortografia, gramática, pontuação, etc. Um ou dois erros podem ser suficientes para eliminar um candidato que até poderia ser qualificado. Seja meticuloso na revisão e não tenha medo de pedir a professores, amigos ou colegas de confiança para revisar também o seu currículo.

Sobre a autora     Karen Hofferber é uma Certified Professional Resume Writer e redatora sênior de currículos na ResumePower.com. Quer mudar de carreira? Leia o livro The Career Change Resume, de Kim Isaacs e Karen Hofferber, para obter ajuda.

Expanda suas habilidades
Explore o treinamento
Obtenha novos recursos primeiro
Ingressar no Office Insider

Essas informações foram úteis?

Obrigado por seus comentários!

Agradecemos pelos seus comentários! Parece que pode ser útil conectar você a um de nossos agentes de suporte do Office.

×