Prepare-se: crie um site acessível do SharePoint

Está começando a lidar com a acessibilidade e o SharePoint? Este artigo oferece algumas dicas para ajudá-lo a se preparar. Há algumas coisas boas a fazer antes mesmo de você abrir o SharePoint.

Importante: 

  • A capacidade de uso é fundamental. Alguns usuários podem ter deficiências, mas, antes de tudo, são usuários. São pessoas com trabalho a fazer e desejo de realizar tarefas ao usar um site ou a intranet.

  • Se você não pode usar a navegação em um site do SharePoint para conseguir o que quer, então uma pessoa com deficiência também não pode usá-la.

Esta tabela oferece uma visão geral dos recursos neste artigo.

Recurso

Descrição

Ícone de pessoa lendo

Ler sobre o assunto

É importante encontrar informações respeitáveis em que você possa realmente confiar.

ícone de pessoas conversando

Fale com pessoas que têm necessidades de acessibilidade

Saiba mais sobre os desafios comuns que as pessoas enfrentam diariamente.

Ícone de ferramentas

Experimente algumas das principais tecnologias adaptativas

Não há substituto para a experiência. Aqui estão algumas ferramentas gratuitas que você pode usar.

Ícone de pessoa em uma cadeira de rodas

Lembre-se de que a acessibilidade não é apenas para pessoas que não podem ver

Pessoas que precisam de acessibilidade na Web podem ter uma deficiência ou podem apenas querer usar comandos de voz, porque estão dirigindo um carro. A gama de possíveis necessidades é surpreendente.

Ícone de pessoa com engrenagem de mídia

Pense na experiência total do usuário

Imagine este cenário: você acabou de criar o mais belo e elegante design de sites do mundo. No entanto, há algo errado

ícone de listas de verificação

Teste, teste e, em seguida, teste novamente

É fundamental descobrir o que realmente acontece quando as pessoas usam seu site.

ícone de pessoa escrevendo com lápis

Lembre-se do que você aprender

À medida que você aprender mais sobre acessibilidade, com a pesquisa e a experiência em seu próprio site, desenvolva suas próprias diretrizes de acessibilidade.

Essas dicas foram adaptadas de Stuart Dredge, publicado originalmente no TheGuardian.com, em 23 de novembro de 2011. Seu artigo é sobre como tornar aplicativos móveis acessíveis, mas isso só ajuda a comprovar a questão. A acessibilidade está relacionada ao design que funciona para todas as pessoas em todos os dispositivos.

Ler sobre o assunto

Um site do SharePoint é um site, e existem muitos guias na Internet sobre como criar um site acessível. Isso é uma boa notícia para você, porque é possível aplicar todas essas informações ao criar seu site do SharePoint. Se quiser criar um ótimo site do SharePoint que seja acessível e utilizável, você não precisará fazê-lo sozinho e não terá que começar do zero.

É importante encontrar informações respeitáveis em que você possa realmente confiar. Aqui estão alguns links para sites que com qualidade particularmente alta:

Site de recursos

Por que é bom

Acessibilidade da W3C

Este curso é um ótimo lugar para começar. O World Wide Web Consortium (W3C) é uma comunidade internacional de pessoas que trabalham juntas para desenvolver padrões da Web, inclusive diretrizes para a acessibilidade na Web.

O W3C é, provavelmente, o recurso mais abrangente disponível sobre acessibilidade na Web. Literalmente, eles escreveram o livro: o Web Content Accessibility Guidelines (WCAG). Agora na versão 2.0, o WCAG é a base para as normas de acessibilidade em muitos países/regiões.

WebAIM: lembre-se da acessibilidade na Web

O WebAIM é outro recurso excelente. Seu site tem muitas informações para iniciantes e usuários avançados e inclui várias ferramentas de teste práticas. Além disso, o site do WebAIM tem uma ótima ferramenta de busca nova para facilitar a localização de recursos.

Acessibilidade da Microsoft

Se você está apenas começando com computadores e acessibilidade ou é um desenvolvedor de produtos sofisticados, o site de Acessibilidade da Microsoft tem muitas informações para você. Ele contém:

  • Links para a Central de desenvolvimento para acessibilidade, onde você pode encontrar ainda mais informações

  • Ótimos recursos para download, como vídeos e guias explicativos.

  • Links para um vasto conteúdo com ajuda e instruções sobre acessibilidade

  • Programas de treinamento (gratuitos) desenvolvidos pela Microsoft para pessoas que desenvolvem aplicativos acessíveis

Além disso, para obter mais informações sobre os critérios de design que a acessibilidade e a usabilidade têm em comum, considere este artigo de Jakob Nielsen, conhecido especialista em usabilidade da Web: Além da acessibilidade: Tratando os usuários portadores de deficiências como pessoas.

Fale com pessoas que têm necessidades de acessibilidade

Se puder, fale com pessoas em sua própria empresa. Pessoas que já trabalham em sua organização podem fornecer ótimas percepções sobre os desafios que elas enfrentam. Elas podem lhe contar sobre problemas específicos que enfrentam e ajudá-lo a criar metas realistas.

Você pode encontrar alguns vídeos excelentes de pessoas com deficiências no site de Acessibilidade da Microsoft em Acessibilidade da Microsoft: Estudos de caso e vídeos. As pessoas nesses vídeos são de muitos lugares diferentes, e há vídeos de portadores de deficiências que trabalham na Microsoft como pesquisadores, escritores e gerentes de pessoas.

Experimente algumas das principais tecnologias adaptativas

Não há substituto para a experiência. Usando tecnologias adaptativas, você pode obter percepções de design que não seriam possíveis de outra forma. A American Foundation for the Blind (AFB) mantém um banco de dados de produtos de tecnologia adaptativa que pode ser pesquisado, muitos dos quais são freeware ou shareware.

Porém, você não precisa ir a outro lugar para encontrar tecnologia adaptativa. Todos os computadores com o Windows têm ferramentas internas que você pode encontrar e usar imediatamente. Vá para a Central de Facilidade de Acesso.

A caixa de diálogo Central de Facilidade de Acesso do Windows, em que você pode escolher tecnologias adaptativas

Aqui estão algumas tecnologias adaptativas usadas com frequência que você pode experimentar de qualquer computador com o Windows.

  • Leitores de telaTodos os computadores Windows vêm com um leitor de tela interno, chamado Narrador. Se possível, guarde seu mouse e, em vez disso, use os atalhos de teclado para navegar pela página. Para começar, assista a esta demonstração: Microsoft Windows: Ouvir texto lido em voz alta com o Narrador. Para mais informações, desligue o áudio no computador e clique no botão "CC" na parte inferior da tela do reprodutor de vídeo. Você verá as legendas codificadas usadas por pessoas com deficiência auditiva.

  • Lupa Pessoas com visão reduzida geralmente usam uma lupa, que amplia uma pequena seleção da tela. Algumas lupas são exibidas em uma tela separada, algumas são portáteis e outras são um software executado no computador em uso. As pessoas que usam lupas podem escolher o tamanho de ampliação do texto, e algumas pessoas precisam tornar o texto tão grande que apenas alguns caracteres cabem na tela de cada vez. Confira como usar a Lupa em Microsoft Windows: usar a Lupa para ver itens na tela.

  • Alto Contraste O alto contraste altera o contraste de cores em uma tela de computador, o que torna o texto mais distinto. Essa é, de longe, a tecnologia adaptativa mais usada, por pessoas com e sem deficiência. Você pode alterar a cor da tela de fundo e também a cor e o tamanho das fontes de texto. Saiba como usá-lo em Microsoft Windows – Ativar o Alto Contraste .

  • Atalhos de Teclado Muitos de nós usam atalhos de teclado diariamente para ter acesso rápido a tarefas comuns, como CTRL+C para copiar texto da tela. No entanto, se você não pode usar um mouse porque não pode usar sua mão, os atalhos de teclado podem ser mais importantes. Para entender um pouco melhor essa situação, deixe o mouse de lado e use o teclado para navegar e controlar o computador. Cada programa de software tem um conjunto completo de atalhos de teclado; você pode encontrar links para atalhos para todos os produtos da Microsoft em Acessibilidade em produtos da Microsoft: Atalhos de teclado .

Lembre-se de que a acessibilidade não é apenas para pessoas que não podem ver

Não cometa o erro de pensar que a acessibilidade significa apenas fazer seu site ser adequado para pessoas que usam leitores de tela. A acessibilidade significa que o maior número possível de pessoas pode usar o seu site. Algumas pessoas são daltônicas, outras não podem usar um mouse e outras não conseguem processar informações quando uma página do site está muito cheia.

Além disso, tornando seu site acessível, você também ajuda pessoas que talvez não se considerem deficientes. Um dos segmentos de mercado de mais rápido crescimento em todo o mundo é o de pessoas idosas, que, em breve, serão a maioria em muitos países/regiões. As pessoas idosas frequentemente têm deficiências visuais, auditivas, de mobilidade e assim por diante. Para saber mais sobre os requisitos de pessoas idosas, consulte W3C - Acessibilidade na Web e usuários idosos: Atendendo às necessidades dos usuários da Web que estão envelhecendo.

Para tornar seu site acessível para o maior número possível de pessoas, considere tantos critérios de acessibilidade diferentes quantos forem viáveis.

Pense na experiência total do usuário

Imagine este cenário: você acabou de criar o mais belo e elegante design de sites do mundo. Você usou algumas ideias realmente inovadoras. No entanto, as pessoas que vêm para o seu site já têm experiência com seus próprios computadores e telefones. Elas terão que reaprender tudo quando usarem seu site? Elas podem chegar aonde precisam com facilidade e começar a trabalhar de imediato?

A inovação é importante, mas a previsibilidade pode ser essencial. Se você tornar a navegação no seu site previsível e fácil de entender, ele será mais acessível e, além disso, todos os usuários vão lhe agradecer. Para saber mais sobre como a previsibilidade interage com a acessibilidade, vá para Iniciativa de Acessibilidade na Web W3C: Como as pessoas portadoras de deficiências usam a Web.

Teste, teste e, em seguida, teste novamente

Nunca é demais repetir. É crucial testar seu site. Sugerimos três tipos de testes:

  • Teste funcional: os links funcionam? Os usuários podem carregar arquivos? É possível mover-se pelo site usando o teclado? Aqui estão alguns recursos que podem ajudá-lo a encontrar as ferramentas certas

  • Teste de usabilidade: Conforme mencionado anteriormente, antes de mais nada, os usuários com deficiências são usuários. Se o site não for utilizável, ninguém poderá acessá-lo. Vejamos algumas ideias para você começar:

    • O conteúdo é legível e claramente escrito?

    • Pessoas (com e sem deficiências) podem facilmente concluir as tarefas que você quer que elas realizem? Por exemplo, as pessoas podem preencher e enviar as informações que você solicita?

    • As pessoas podem ignorar elementos decorativos ou repetitivos?

    • As pessoas podem navegar para páginas diferentes com facilidade, abrir documentos ou seguir os links?

    • Os links têm texto legível e que faz sentido?

  • Testes de conformidade: Seu site está em conformidade com os requisitos listados no site do W3C ou outros requisitos de conformidade que sua empresa ou localidade possa ter? O WebAIM oferece o recurso WebAIM: Lista de verificação de conformidade 508, um dos importantes regulamentos governamentais nos Estados Unidos.

    Aqui estão algumas sugestões sobre as quais você deve refletir:

    • Valide o HTML, JavaScript e CSS. Código válido que usa as convenções padrão tem maior possibilidade de funcionar bem com as tecnologias adaptativas.

    • Verifique as combinações de cores para garantir que seu site funciona para pessoas daltônicas e que o design do site oferece contraste de cor suficiente. Para saber mais, acesse W3G - Diretrizes de acessibilidade para conteúdo da Web 2.0 - Contraste visual. A seção 1.4.3, Contraste (mínimo) e a seção 1.4.6, Contraste (melhorado) oferecem informações úteis.

    • Verifique se todo o conteúdo não textual tem texto alternativo. Para saber mais sobre o texto alternativo, consulte WebAIM: Texto alternativo.

Lembre-se do que você aprender

À medida que você aprender mais sobre acessibilidade, com a pesquisa e a experiência em seu próprio site, desenvolva suas próprias diretrizes de acessibilidade. Você poderá usar estas diretrizes novamente à medida que seu site do SharePoint crescer (e você sabe que ele vai crescer).

Expanda suas habilidades no Office
Explore o treinamento
Obtenha novos recursos primeiro
Ingressar no Office Insider

Essas informações foram úteis?

Obrigado por seus comentários!

Agradecemos pelos seus comentários! Parece que pode ser útil conectar você a um de nossos agentes de suporte do Office.

×