Migrar outros tipos de caixas de correio IMAP para o Office 365

Como parte do processo de implantação do Office 365, você pode optar por migrar o conteúdo das caixas de correio de usuários de um protocolo IMAP para o Office 365.

Procurando comandos do Windows PowerShell para migrações gerais de IMAP? Confira Usar o PowerShell para realizar uma migração IMAP para o Office 365.

Tarefas de migração para caixas de correio IMAP

Observações: 

Aqui estão as tarefas a serem realizadas quando você estiver pronto para iniciar a migração das caixas de correio IMAP.

O Office 365 precisa do nome do sistema de email de origem, também conhecido como servidor, do qual você deseja migrar as caixas de correio. Há várias maneiras de obter o nome do sistema de email. A mais fácil é usar um cliente de email que esteja associado ao sistema. Nesta tarefa, descrevemos como obter o nome do sistema usando o Outlook Web App. Se o cliente de email não estiver descrito aqui, contate o suporte do sistema de email de origem.

Obter o nome do sistema de email de origem usando o Outlook Web App

  1. Na barra de tarefas do Outlook Web App, clique em Configurações Botão Configurações do Office 365 > Opções > Email > Contas > POP e IMAP. Abaixo das informações da sua conta, você verá um link que diz Configurações para acesso POP e IMAP. O nome do seu servidor IMAP está listado abaixo de Configurações IMAP.

    Mostra o link para configurações de acesso POP ou IMAP

    Confira o artigo Usar POP ou IMAP para conectar-se ao Office 365 para empresas ou às contas do Microsoft Exchange para saber mais sobre as conexões IMAP no Office 365.

As etapas seguidas para a criação da lista de caixas de correio a serem migradas dependem de como você acessa as caixas de correio. É necessário ter acesso às caixas de correio dos usuários para poder migrá-las para o Office 365. Estas são duas maneiras de obter acesso às caixas de correio:

Criar a lista de caixas de correio de usuários se você tiver as senhas dos usuários ou redefinir as senhas

Para realizar essa tarefa, você deve criar um arquivo de migração contendo uma lista de caixas de correio para migrar para o Office 365. Usamos o Excel nas instruções porque é a maneira mais fácil de criar o arquivo de migração. Você pode usar o Excel 2013, o Excel 2010 ou o Excel 2007.

Ao criar o arquivo de migração, você deve saber as senhas de todas as caixas de correio a serem migradas. Supondo que você não saiba as senhas dos usuários, provavelmente será necessário atribuir senhas temporárias (redefinindo-as) para todas as caixas de correio durante a migração.

Não é necessário migrar todas as caixas de correio de uma só vez. Você pode migrá-las em lotes, conforme for mais conveniente. Você pode incluir até 50.000 caixas de correio (uma linha para cada usuário) no seu arquivo de migração, o qual pode ter até 10 MB.

Para saber mais, confira o artigo Arquivos CSV para lotes de migração IMAP.

  1. Vá até o seu sistema de email de origem (do qual você está migrando) e navegue até a lista de caixas de correio que você deseja migrar.

    Gostaríamos de fornecer as etapas exatas se fosse possível, mas com tantos sistemas de email diferentes por aí, você vai precisar descobrir isso por conta própria. Quando encontrar a lista de caixas de correio, mantenha essa janela aberta.

  2. Vá para o centro de administração do Office 365.

  3. Navegue até Usuários > Usuários Ativos. Fique atento à coluna Nome de usuário. Você usará essas informações em breve. Mantenha também o Centro de administração do Office 365 aberto.

    Coluna de Nome de Usuário no centro de administração do Office 365
  4. Inicie o Excel.

  5. Use a captura de tela a seguir como um modelo para criar o arquivo de migração no Excel. Comece com os títulos na linha 1. Verifique se eles correspondem exatamente à imagem e não contêm espaços. Os nomes de título exatos são:

    • EndereçodeEmail na célula A1.

    • NomedeUsuário na célula B1.

    • Senha na célula C1.

      Títulos de célula no arquivo de migração do Excel
  6. Em seguida, insira o endereço de email, o nome de usuário e a senha para cada caixa de correio que você deseja migrar. Insira uma caixa de correio por linha:

    • Na Coluna A está o endereço de email da caixa de correio do Office 365. Esse endereço é mostrado na coluna Nome de usuário em Usuários > Usuários ativos no Centro de administração do Office 365.

    • Na Coluna B está o nome de entrada (por exemplo, Eduarda ou com frequência, eduarda@contoso.com) para a caixa de correio do usuário, no sistema de email de origem.

      Observação: Muitos sistemas de email usam um endereço de email inteiro como o nome de entrada. Observe também, se estiver usando o mesmo domínio no Office 365 e no sistema de email de origem, as colunas A e B podem ser idênticas.

    • Na Coluna C está a senha da caixa de correio do usuário.

      Um arquivo de migração de exemplo concluído

      Se você não souber as senhas dos usuários, será necessário redefini-las para senhas do seu conhecimento e inseri-las no arquivo da migração. Isso será inconveniente para os usuários, mas não há outra forma de fazê-lo, a menos que o seu sistema de email ofereça suporte usando credenciais de superusuário.

      Se desejar que os usuários tenham acesso ao sistema de email de origem, distribua novas senhas para esse sistema após concluir a migração. Vamos abordar a distribuição das novas senhas após a conclusão da migração.

  7. Redefina as senhas e anote as novas senhas no arquivo de migração. As etapas exatas vão depender do seu sistema de email de origem. É provável que você encontre a opção para redefinir a senha ao visualizar a conta de email do usuário.

  8. Salve o arquivo como um tipo de arquivo CSV e feche o Excel.

    Mostra a opção Salvar Como CSV no Excel

Para realizar essa tarefa, você deve criar um arquivo de migração contendo uma lista de caixas de correio para migrar para o Office 365. A maneira mais fácil de criar o arquivo de migração é usar o Excel, por isso usamos o Excel nestas instruções. Você pode usar o Excel 2013, o Excel 2010 ou o Excel 2007.

Ao criar um arquivo de migração nessa tarefa, digite suas credenciais de administrador da caixa de correio e os nomes de usuários usando um formato especial. Isso permite acessar as caixas de correio dos usuários sem a necessidade de saber ou de redefinir as senhas deles. Fornecemos o formato usado pelos servidores IMAP do Mirapoint, Dovecot e Exchange. Se o seu sistema de email de origem não estiver listado aqui e você não souber o formato correto, ainda existe a opção de redefinir as senhas dos usuários. Ignore essa tarefa e vá até Criar a lista de caixas de correio de usuários se você tiver as senhas dos usuários ou redefinir as senhas.

Não é necessário migrar todas as caixas de correio de uma só vez. É possível migrá-las em lotes, conforme for mais conveniente. Você pode incluir até 50.000 caixas de correio (uma linha para cada usuário) no seu arquivo de migração, o qual pode ter até 10 MB.

  1. Vá até o seu sistema de email de origem (do qual você está migrando) e navegue até a lista de caixas de correio que você deseja migrar. Gostaríamos de fornecer as etapas exatas se fosse possível, mas com tantos sistemas de email diferentes por aí, você vai precisar descobri-las por conta própria. Quando encontrar a lista de caixas de correio, mantenha essa janela aberta para poder consultá-las.

  2. Vá para o centro de administração do Office 365.

  3. Navegue até Usuários > Usuários Ativos. Fique atento à coluna Nome de usuário. Você usará essas informações em breve. Mantenha também o Centro de administração do Office 365 aberto.

    Coluna de Nome de Usuário no centro de administração do Office 365
  4. Inicie o Excel.

  5. Use a captura de tela a seguir como um modelo para criar o arquivo de migração no Excel. Comece com os títulos na linha 1. Verifique se eles correspondem exatamente à captura de tela e se não contêm espaços. Os nomes de título exatos são:

    • EndereçodeEmail na célula A1.

    • NomedeUsuário na célula B1.

    • Senha na célula C1.

      Títulos de célula no arquivo de migração do Excel
  6. Em seguida, insira o endereço de email, o nome de usuário e a senha para cada caixa de correio que você deseja migrar. Insira uma caixa de correio por linha.

    • Na Coluna A está o endereço de email da caixa de correio do Office 365 do usuário. Esse endereço é mostrado na coluna Nome de usuário em Usuários > Usuários ativos no Centro de administração do Office 365.

    • Na Coluna B está a combinação do nome do administrador da caixa de correio e do nome de usuário que especifica o sistema de email de origem. Consulte Como formatar credenciais de administrador da caixa de correio para diferentes servidores IMAP para obter instruções sobre formatação.

    • Na Coluna C está a senha para a conta de administrador da caixa de correio.

  7. Salve o arquivo como um tipo de arquivo CSV e feche o Excel.

    Um arquivo de migração de exemplo concluído

Formatar credenciais de administrador da caixa de correio para diferentes servidores IMAP

No arquivo de migração, cada célula na coluna Nome de usuário consiste em dois nomes combinados: o nome de usuário da pessoa cujo email está sendo migrado e o nome de usuário da conta de administrador da caixa de correio. O formato compatível para as credenciais de administrador da caixa de correio será diferente, dependendo do sistema de email de origem. Veja os formatos dos diversos tipos de sistemas de email de origem.

Microsoft Exchange

Se estiver migrando emails a partir da implementação do IMAP para o Exchange, use o formato Domínio/Administrador_NomeDeUsuário/Usuário_NomeDeUsuário para o atributo NomeDeUsuário no arquivo da migração. Vamos supor que você vai migrar os emails de Exchange para Eduarda Dias, Davi Barros, Henrique Castro, Karolina Rocha e Matheus Silva. Você possui uma conta de administrador de caixa de correio, em que o nome de usuário é mailadmin e a senha é S3nh@. Esta será a aparência do seu arquivo de migração:

Um exemplo de arquivo de migração para o Exchange
Dovecot

Os sistemas de email de origem, como um servidor IMAP Dovecot, compatíveis com a Simple Authentication and Security Layer (SASL), usam o formato User_NomeDeUsuário*Admin_NomeDeUsuário. Digamos que você vai migrar os emails de um servidor IMAP Dovecot usando as credenciais de administrador da caixa de correio admindemail e S3nh@. Esta será a aparência do seu arquivo de migração:

Um exemplo de arquivo de migração para Dovecot
Mirapoint

Se estiver migrando emails a partir do Mirapoint Message Server, use o formato #usuário@domínio#Administrador_NomeDeUsuário#. Vamos supor que você vai migrar os emails usando as credenciais de administrador da caixa de correio admindemail e S3nh@. Esta será a aparência do seu arquivo de migração:

Um arquivo de migração de exemplo para Mirapoint
Courier IMAP

Alguns sistemas de email de origem como o Courier IMAP não são compatíveis com o uso de credenciais de administrador para migrar caixas de correio para o Office 365. Em vez disso, é possível configurar o seu sistema de email de origem para usar pastas virtuais compartilhadas. As pastas virtuais compartilhadas permitem o uso das credenciais de administrador de caixa de correio para acessar as caixas de correio dos usuários no sistema de email de origem. Para saber mais sobre como configurar as pastas virtuais compartilhadas do Courier IMAP, consulte Pastas Compartilhadas.

Para migrar caixas de correio após configurar as pastas virtuais compartilhadas no sistema de email de origem, é necessário incluir o atributo opcional UserRoot no arquivo da migração. Esse atributo especifica a localização da caixa de correio de cada usuário na estrutura da pasta virtual compartilhada, no sistema de email de origem. Por exemplo, o caminho para a caixa de correio de Eduarda é /usuarios/eduarda.

Este é um exemplo de arquivo de migração que contém o atributo UserRoot:

Um arquivo de migração de exemplo para Courier IMAP

Para migrar emails com êxito, o Office 365 precisa se conectar e se comunicar com o sistema de email de origem. Para isso, o Office 365 usa um ponto de extremidade de migração. Esse é o termo técnico que descreve as configurações usadas para criar uma conexão. Nessa tarefa, você vai criar o ponto de extremidade de migração.

  1. Vá até o Centro de administração do Exchange.

  2. No Centro de administração do Exchange, vá até Destinatários > Migração > Mais Ícone Mais > Pontos de extremidade de migração.

    Nome do ponto de extremidade de migração
  3. Clique em Novo Ícone Novo para criar um novo ponto de extremidade de migração.

  4. Na página Selecionar o tipo de ponto de extremidade de migração, escolha IMAP

  5. Na página Configuração de migração IMAP, insira as seguintes informações:

    • * Servidor IMAP Digite o nome do servidor de mensagens (por exemplo, imap.contoso.com) do servidor de email de origem.

    • Deixe as informações restantes como as configurações padrão; elas vão funcionar na maioria dos casos.

  6. Clique em Avançar. O serviço de migração usa as configurações para testar a conexão do seu servidor de email. Se a conexão funcionar, a página Inserir informações gerais será exibida.

  7. Na páginaInserir informações gerais, digite um Nome de ponto de extremidade de migração, por exemplo, Teste5-pontodeextremidade. Deixe as outras duas caixas em branco para usar os valores padrão.

    Nome do ponto de extremidade de migração
  8. Clique em Novo para criar o ponto de extremidade de migração.

Use um lote de migração para migrar grupos de email para as caixas de correio do Office 365 ao mesmo tempo. Os lotes são compostos pelas caixas de correio listadas no arquivo de migração da tarefa anterior.

Dicas: 

  • Recomendamos que você crie um lote de migração de teste com um pequeno número de caixas de correio para testar o processo pela primeira vez.

  • Use arquivos de migração com o mesmo número de linhas e execute os lotes nos mesmos horários durante o dia. Em seguida, compare o tempo de execução total para cada lote de teste. Essa comparação ajuda a determinar quanto tempo leva para migrar todas as caixas de correio, qual deve ser o tamanho do lote de migração e quantas conexões simultâneas o sistema de email de origem deverá usar para equilibrar a velocidade de migração e a largura de banda da Internet.

  1. No Centro de administração do Exchange, vá até Destinatários > Migração.

  2. Clique em Novo Ícone Novo > Migrar para o Exchange Online.

    Selecionar Migrar para o Exchange Online
  3. Escolha Migração IMAP > Avançar.

  4. Na opção Selecionar a página de usuários, clique em Procurar para especificar o arquivo de migração criado. Após selecionar o arquivo de migração, o Office 365 verifica-o para garantir que:

    • Ele não está vazio.

    • Ele usa formatação separada por vírgula.

    • Ele não contém mais de 50.000 linhas.

    • Ele inclui os atributos necessários na linha de cabeçalho.

    • Ele contém linhas com o mesmo número de colunas da linha do cabeçalho.

    Se qualquer uma dessas verificações falhar, você receberá um erro descrevendo o motivo da falha. Se receber uma mensagem erro, será necessário corrigir o arquivo de migração e reenviá-lo para criar um lote de migração.

  5. Quando o Office 365 valida o arquivo de migração, ele exibe o número de usuários listados no arquivo como o número de caixas de correio a serem migradas.

    Novo lote de migração com arquivo CSV
  6. Clique em Avançar.

  7. Na página Configuração de migração IMAP, clique em Avançar.

  8. Nessa página, selecione o Ponto de Extremidade de Migração criado na Etapa 4: Conectar o Office 365 ao seu sistema de email

  9. Na página Mover configuração, digite o nome (sem espaços ou caracteres especiais) do lote de migração, por exemplo, Teste5-migração e clique em Avançar.

    O nome do lote de migração padrão que é exibido é o nome do arquivo de migração que você especificou. O nome de lote de migração é exibido na lista do painel de migração após ser criado.

    Você pode também inserir os nomes das pastas que desejar excluir da migração, por exemplo Pastas Compartilhadas, Lixo eletrônico e Excluídos. Clique em Novo Ícone Novo para adicioná-las à lista excluída. Você também pode editá-las e removê-las usando o ícone de edição Ícone Adicionar para alterar o nome de uma pasta e o ícone de remoção Ícone Remover para excluir o nome de uma pasta.

    Importante: Se estiver migrando emails do Microsoft Exchange Server, recomendamos excluir as pastas públicas da migração. Caso não o faça, o conteúdo das pastas públicas será copiado para a caixa de correio do Office 365 de todos os usuários no arquivo da migração.

    Mover a caixa de diálogo Configuração
  10. Clique em Avançar.

  11. Na página Iniciar o lote, faça o seguinte:

    • Clique em Procurar para enviar uma cópia dos relatórios de migração para outros usuários. Por padrão, os relatórios de migração são enviados por email para você. Você também pode acessar os relatórios de migração na página de propriedades do lote de migração.

    • Escolha Iniciar o lote automaticamente. A migração vai iniciar assim que você salvar o novo lote de migração. O status do lote será inicialmente Criado e mudará para Sincronizando após o início da migração.

      O lote de migração está sincronizando

Verificar se essa tarefa funcionou

  • No Centro de administração do Exchange, vá até Destinatários > Migração. Verifique se o lote é exibido no painel de migração. Se a migração for concluída com êxito, o Status será Sincronizado.

    Se a tarefa dessa etapa falhar, verifique se há alguma mensagem de erro nos relatórios de status associados à caixa de correio e verifique novamente se o arquivo de migração tem o endereço de email correto do Office 365 na coluna EndereçodeEmail.

Verificar uma migração bem-sucedida de caixa de correio para o Office 365

  • Peça aos usuários que tiveram suas caixas de correio migradas para concluírem as seguintes tarefas:

    • Entre no Office 365 com sua conta corporativa ou de estudante.

      Usar sua senha temporária.

    • Atualize a sua senha e defina o fuso horário. É importante selecionar o fuso horário correto para garantir que o seu calendário e suas configurações de email estejam corretas.

    • Quando o Outlook Web App abrir, envie uma mensagem de email para outro usuário do Office 365 para confirmar que você pode enviar emails.

    • Escolha Outlook e verifique se suas mensagens de email e pastas estão todas lá.

Essa tarefa é opcional. Não é necessário executar essa tarefa, mas se optar por ignorá-la, pode levar mais tempo para que os emails comecem a ser exibidos nas novas caixas de correio do Office 365.

Quando pessoas de fora da sua organização enviam um email para você, os sistemas de email delas não verificam sempre para onde enviam esse email. Em vez disso, os sistemas salvam o local do seu sistema de email com base em uma configuração do seu servidor DNS conhecida como vida útil (TTL). Se você alterar o local do seu sistema de email antes do TTL expirar, eles tentarão enviar emails para o antigo local primeiro, antes de descobrir que o local foi alterado. Isso pode resultar em um atraso na entrega de emails. Uma maneira de evitar que isso aconteça é diminuir o TTL que o seu servidor DNS fornece aos servidores de fora da sua organização. Isso fará com que as outras organizações atualizem o local do seu sistema de email com mais frequência.

Usar um intervalo pequeno, com 3.600 segundos (uma hora) ou menos, significa que a maioria dos sistemas de email solicitarão um local atualizado a cada hora. Recomendamos que você defina o intervalo no mínimo nesse valor antes de iniciar a migração de email. Isso permite que todos os sistemas que lhe enviam email tenham tempo suficiente para processar a alteração. Em seguida, quando você fizer a alteração final para o Office 365, será possível mudar a TTL novamente para um intervalo maior.

O local para alterar a configuração de TTL é no registro de servidor de mensagens do seu sistema de email, também chamado de Registro MX. Ele reside no seu sistema DNS voltado para o público. Se você tiver mais de um registro MX, será necessário alterar o valor em cada registro para 3.600 segundos ou menos.

Não se preocupe se você ignorar esta tarefa. Pode levar mais tempo para o email começar a ser exibido nas suas novas caixas de correio do Office 365, mas ele chegará lá.

Se você precisar de ajuda para definir suas configurações de DNS, vá direto para Criar registros DNS para o Office 365 ao gerenciar seus registros DNS. Se você estiver usando o Office 365 operado pela 21Vianet na China, veja esta versão do artigo: Criar registros DNS para o Office 365 ao gerenciar seus registros DNS.

Os sistemas de email usam um registro DNS chamado registro MX para descobrir onde entregar os emails. Durante o processo de migração de emails, deixamos seu registro MX apontando para o sistema de email de origem. Agora que a migração de emails para o Office 365 foi concluída, é hora de apontar o seu registro MX para o Office 365. Isso ajuda a garantir que os emails serão entregues às suas caixas de correio do Office 365T. Mover o registro MX também permitirá que você desative seu sistema de emails anterior quando estiver pronto.

Para muitos provedores DNS, temos instruções específicas sobre como alterar seus registros MX, consulte Criar registros DNS para o Office 365 ao gerenciar seus registros DNS. Se você estiver usando o Office 365 operado pela 21Vianet na China, consulte esta versão do artigo: Criar registros DNS para o Office 365 ao gerenciar seus registros DNS. Se seu provedor de DNS não estiver incluído, ou se você quiser ter uma ideia das direções gerais, também fornecemos instruções de registro MX gerais, consulte Criar registros DNS em qualquer provedor de hospedagem DNS para o Office 365, ou para Office 365 na China, consulte esta versão do artigo: Criar registros DNS em qualquer provedor de hospedagem DNS para o Office 365.

Pode levar até 72 horas para que os sistemas de email dos seus clientes e parceiros reconheçam o registro MX alterado. Aguarde pelo menos de 72 horas antes de prosseguir para a próxima tarefa, que consiste em interromper a sincronização de emails.

Durante a última tarefa, você alterou o registro MX. Agora é hora de verificar se todos os emails estão sendo encaminhados para o Office 365 e, em seguida, você pode prosseguir e excluir o lote de migração. Isso fará com que a sincronização entre o sistema de email de origem e o Office 365 seja interrompida. Antes de fazê-lo, certifique-se de que:

  • Os usuários estão usando o Office 365 somente para emails. Depois de excluir o lote de migração, os emails enviados para as caixas de correio no seu sistema de email de origem não foram copiados para o Office 365. Isso significa que os usuários não conseguem receber emails. Portanto, verifique se esses usuários estão todos relacionados no novo sistema.

  • Execute o lote de migração por pelo menos 72 horas antes de excluí-lo. Isso torna os dois pontos a seguir muito mais prováveis:

    • O seu sistema de email de origem e as caixas de correio do Office 365 foram sincronizadas pelo menos uma vez (eles sincronizam uma vez ao dia).

    • Os sistemas de email de seus clientes e parceiros reconheceram as alterações dos seus registros MX e agora estão enviando emails para suas caixas de correio do Office 365 de forma correta.

Ao excluir o lote de migração, o serviço de migração limpa todos os registros relacionados ao lote de migração e remove-os do painel de migração.

Excluir um lote de migração

  1. No Centro de administração do Exchange, vá até Destinatários > Migração.

  2. Selecione o lote no painel de migração e clique em Excluir.

    Excluir um lote de migração

Confirmar se a exclusão funcionou

  • No Centro de administração do Exchange, vá até Destinatários > Migração. Verifique se o lote de migração não está mais listado no painel de migração.

Consulte Também

Migrar suas caixas de correio IMAP para o Office 365

Formas de migrar emails para o Office 365

Dicas para otimizar migrações de IMAP

Expanda suas habilidades no Office
Explore o treinamento
Obtenha novos recursos primeiro
Ingressar no Office Insider

Essas informações foram úteis?

Obrigado por seus comentários!

Agradecemos pelos seus comentários! Parece que pode ser útil conectar você a um de nossos agentes de suporte do Office.

×