Designer de consulta relacional (Power Pivot)

Ao importar dados relacionais do SQL Server usando o Power Pivot no Microsoft Excel 2013, você pode criar a consulta de forma interativa usando o designer de consulta relacional. O designer de consulta relacional ajuda a criar uma consulta que especifica os dados a serem recuperados do Microsoft SQL Server, do Microsoft Azure SQL Database e do Microsoft SQL Server Parallel Data Warehouse. Use o designer de consultas gráficas para explorar os metadados, criar consultas de forma interativa e exibir os resultados da sua consulta.  Como alternativa, use o designer de consulta com base em texto para exibir a consulta criada pelo designer de consultas gráficas ou para modificar uma consulta. Também é possível importar uma consulta existente de um arquivo ou relatório.

  1. Abra a janela do Power Pivot.

  2. Clique em Obter Dados Externos > Do Banco de Dados > Do SQL Server.

  3. No Assistente para Importar Tabela, especifique o nome do servidor, as credenciais e o banco de dados. Clique em Avançar.

  4. Clique em Escrever uma consulta que especificará os dados para importação. Clique em Avançar.

  5. Clique em Design para abrir o designer de consulta relacional.

Se você preferir, será possível escrever a consulta na linguagem SQL usando o editor baseado em texto. Para alternar para o designer de consulta baseado em texto, na barra de ferramentas, clique em Editar Como Texto. Depois de editar uma consulta no designer de consulta baseado em texto, você não poderá mais usar o designer de consultas gráficas.

Observação : Para especificar uma consulta para tipos de fontes de dados Oracle, OLE DB, ODBC e Teradata, é necessário usar o designer de consulta baseado em texto.

Neste artigo

Designer de Consultas Gráficas

Painel de Exibição de Banco de Dados

Painel Campos Selecionados

Agrupar e Agregar

Painel Parâmetros de Função

Painel Relações

Painel Filtros Aplicados

Painel de Resultados de Consulta

Barra de Ferramentas do Designer de Consultas Gráficas

Entendendo Consultas Geradas Automaticamente

Designer de Consulta Baseado em Texto

Barra de Ferramentas do Designer de Consulta Baseado em Texto

Texto de Tipo de Comando

Exemplo

Tipo de Comando StoredProcedure

Exemplo

Tipo de Comando TableDirect

Exemplo

Designer de Consultas Gráficas

No designer de consultas gráficas, é possível explorar as tabelas e exibições do banco de dados, criar interativamente a instrução SQL SELECT que especifica as tabelas e colunas do banco de dados cujos dados devem ser recuperados para um conjunto de dados. Você escolhe os campos a serem incluídos no conjunto de dados e, opcionalmente, especifica os filtros que limitam os dados desse conjunto. Você pode especificar que os filtros sejam usados como parâmetros e fornecer o valor do filtro em tempo de execução. Se você escolher várias tabelas, o designer de consulta descreverá a relação entre conjuntos de duas tabelas.

O designer de consultas gráficas é dividido em três áreas. Dependendo de a consulta usar tabelas/exibições ou procedimentos armazenados/funções com valor de tabela, o layout do designer de consulta é alterado.

Observação : 

O SQL Server Parallel Data Warehouse não oferece suporte a procedimentos armazenados ou funções com valor de tabela.

A figura a seguir mostra o designer de consultas gráficas quando ele é usado com tabelas ou exibições.

Designer de consulta relacional

A figura a seguir mostra o designer de consultas gráficas quando ele é usado com procedimentos armazenados ou funções com valor de tabela.

rs_relational_graphical_SP

A tabela a seguir descreve a função de cada painel.

Painel

Função

Exibição do banco de dados

Mostra uma exibição hierárquica de tabelas, exibições, procedimentos armazenados e funções com valor de tabela que são organizados por esquema de banco de dados.

Campos selecionados

Exibe a lista de nomes de campos de banco de dados dos itens selecionados no painel de exibição Banco de Dados. Esses campos se tornam a coleção de campos para o conjunto de dados.

Parâmetros de função

Exibe a lista de parâmetros de entrada para procedimentos armazenados ou funções com valor de tabela no painel de exibição Banco de Dados.

Relações

Exibe uma lista de relações inferidas de campos selecionados para tabelas ou exibições no painel Exibição do banco de dados ou as relações criadas manualmente.

Filtros aplicados

Exibe uma lista de campos e critérios de filtragem para tabelas ou exibições na exibição Banco de Dados.

Resultados da consulta

Exibe dados de exemplo do conjunto de resultados da consulta gerada automaticamente.

Painel Exibição de Banco de Dados

O painel Exibição de Banco de Dados exibe os metadados de objetos de banco de dados que você tem permissões para exibir, o que é determinado pela conexão da fonte de dados e credenciais. A exibição hierárquica exibe objetos de banco de dados organizados por esquema de banco de dados. Expanda o nó de cada esquema para exibir tabelas, exibições, procedimentos armazenados e funções com valor de tabela. Expanda uma tabela ou exibição para exibir as colunas.

Painel Campos Selecionados

O painel Campos Selecionados exibe os campos do conjunto de dados e os grupos e agregações a serem incluídos na consulta.

As seguintes opções são exibidas:

  • Campos selecionados   Exibe os campos do banco de dados que você seleciona para tabelas ou exibições ou os parâmetros de entrada para procedimentos armazenados ou funções com valor de tabela. Os campos exibidos neste painel se tornam a coleção de campos do conjunto de dados.

  • Use o painel de Dados do Relatório para exibir o conjunto de campos de um conjunto de dados.

  • Grupo e Agregação   Alterna o uso do agrupamento e das agregações na consulta. Se você desativar o recurso de agrupamento e agregação depois de adicionar o agrupamento e as agregações, eles serão removidos. O texto (nenhum) indica que não é usado nenhum agrupamento ou agregação. Se você reativar o recurso de agrupamento e agregação, o agrupamento e as agregações anteriores serão restaurados.

  • Excluir Campo   Exclui o campo selecionado.

Grupo e agregação

As consultas a bancos de dados com uma tabela grande podem retornar várias linhas de dados que são muito grandes para serem úteis e têm um impacto sobre o desempenho da rede que transporta a enorme quantidade de dados. Para limitar o número de linhas de dados, a consulta pode incluir agregações de SQL que resumem os dados no servidor de banco de dados.

As agregações fornecem resumos de dados, e os dados são agrupados para oferecer suporte à agregação que entrega os dados resumidos. Quando você usa uma agregação na consulta, os outros campos retornados pela consulta são agrupados automaticamente e a consulta inclui a cláusula SQL GROUP BY. É possível resumir dados sem adicionar uma agregação usando somente a opção Agrupado por na lista Grupo e Agregação. Muitas das agregações incluem uma versão que usa a palavra-chave DISTINCT. A inclusão de DISTINCT elimina valores duplicados.

Microsoft SQL Server usa Transact-SQL e Microsoft SQL Server Parallel Data Warehouse usa SQL. Ambos os dialetos da linguagem SQL dão suporte à cláusula, à palavra-chave e às agregações fornecidas pelo designer de consulta.

A tabela a seguir lista as agregações e fornece descrições resumidas delas.

Agregação

Descrição

Avg

Retorna a média dos valores em um grupo. Implementa a agregação SQL AVG.

Contagem

Retorna o número de itens de um grupo. Implementa a agregação SQL COUNT.

Count Big

Retorna o número de itens de um grupo. Ela é a agregação SQL COUNT_BIG. A diferença entre COUNT e COUNT_BIG é que COUNT_BIG sempre retorna um valor de tipo de dados bigint.

Min

Retorna o valor mínimo de um grupo. Implementa a agregação SQL MIN.

Máx

Retorna o valor máximo em um grupo. Implementa a agregação SQL MAX.

DesvP

Retorna o desvio padrão estatístico de todos os valores de um grupo. Implementa a agregação SQL STDEV.

DesvpadP

Retorna o desvio padrão estatístico para a população de todos os valores da expressão especificada de um grupo. Implementa a agregação SQL STDEVP.

Soma

Retorna a soma de todos os valores do grupo. Implementa a agregação SQL SUM.

Var

Retorna a variação estatística de todos os valores do grupo. Implementa a agregação SQL VAR.

VarP

Retorna a variação estatística para a população de todos os valores do grupo. Implementa a agregação SQL VARP.

Avg Distinct

Retorna médias exclusivas. Implementa uma combinação da agregação AVG e da palavra-chave DISTINCT.

Count Distinct

Retorna contagens exclusivas. Implementa uma combinação da agregação COUNT e da palavra-chave DISTINCT.

Count Big Distinct

Retorna a contagem exclusiva de itens de um grupo. Implementa uma combinação da agregação COUNT_BIG e da palavra-chave DISTINCT.

StDev Distinct

Retorna desvios padrão estatísticos exclusivos. Implementa uma combinação da agregação STDEV e da palavra-chave DISTINCT.

StDevP Distinct

Retorna desvios padrão estatísticos exclusivos. Implementa uma combinação da agregação STDEVP e da palavra-chave DISTINCT.

Sum Distinct

Retorna somas exclusivas. Implementa uma combinação da agregação SUM e da palavra-chave DISTINCT.

Var Distinct

Retorna variações estatísticas exclusivas. Implementa uma combinação da agregação VAR e da palavra-chave DISTINCT.

VarP Distinct

Retorna variações estatísticas exclusivas. Implementa uma combinação da agregação VARP e da palavra-chave DISTINCT.

Painel Parâmetros de Função

O painel Parâmetros de Função exibe os parâmetros de um procedimento armazenado ou função com valor de tabela. As seguintes colunas são exibidas:

  • Nome do Parâmetro   Exibe o nome do parâmetro definido pelo procedimento armazenado ou função com valor de tabela.

  • Valor   Um valor a ser usado para o parâmetro quando a consulta é executada para recuperar dados a serem exibidos no painel Resultados da Consulta em tempo de design. Este valor não é usado em tempo de execução.

Painel Relações

O painel Relações exibe as relações de junção. As relações podem ser detectadas automaticamente a partir de relações de chave estrangeira recuperadas dos metadados de banco do dados. Se preferir, você pode criá-las manualmente.

As seguintes opções são exibidas:

  • Detecção Automática. Alterna o recurso de detecção automática que cria automaticamente relações entre tabelas. Se a detecção automática estiver ativada, o designer de consulta criará relações a partir de chaves estrangeiras nas tabelas; caso contrário, você deverá criar as relações manualmente. Quando você seleciona tabelas no painel Exibição do banco de dados, a detecção automática tenta criar relações automaticamente. Se você ativar a detecção automática depois de criar junções manualmente, essas junções serão descartadas.

    Importante : Durante o uso com SQL Server Parallel Data Warehouse, os metadados necessários à criação de junções não são fornecidos e as relações não podem ser detectadas automaticamente. Se a consulta recuperar dados de SQL Server Parallel Data Warehouse, todas as junções da tabela deverão ser criadas manualmente.

  • Adicionar Relação. Adiciona uma relação à lista de Relações.

    Se a detecção automática estiver ativada, as tabelas cujas colunas são usadas na consulta serão adicionadas automaticamente à lista de Relações. Quando a detecção automática identifica que há duas tabelas relacionadas, uma tabela é adicionada à coluna Tabela Esquerda, a outra à coluna Tabela Direita e uma junção interna é criada entre elas. Cada relação gera uma cláusula JOIN na consulta. Se as tabelas não forem relacionadas, todas elas serão listadas na coluna Tabela Esquerda e a coluna Tipo de Junção indicará que as tabelas não estão relacionadas a outras tabelas. Quando a detecção automática estiver ativada, não será possível adicionar relações manualmente entre tabelas que a detecção automática considerar não relacionadas.

    Se a detecção automática estiver desativada, será possível adicionar e alterar relações entre tabelas. Clique em Editar Campos para especificar os campos a serem usados para unir as duas tabelas.

    A ordem na qual as relações são exibidas na lista de Relações é a ordem na qual as junções serão executadas na consulta. É possível alterar a ordem das relações movendo-as para cima e para baixo na lista.

    Ao usar várias relações em uma consulta, uma das tabelas em cada relação, exceto a primeira, deve ser referenciada em relações futuras.

    Se ambas as tabelas em uma relação forem referenciadas por uma relação anterior, a relação não irá gerar uma cláusula de junção à parte; em vez disso, uma condição de junção é adicionada à cláusula de junção gerada para a relação anterior. O tipo de junção é inferido pela relação anterior que referenciou as mesmas tabelas.

  • Editar Campos. Abre a caixa de diálogo Editar Campos Relacionados na qual você adiciona e modifica relações entre tabelas. Você escolheu os campos nas tabelas direita e esquerda a serem unidos. É possível unir vários campos da tabela esquerda e da tabela direita para especificar várias condições de junção em uma relação. Os dois campos que unem as tabelas esquerda e direita não precisam ter o mesmo nome. O tipo de dados dos campos unidos deve ter tipos de dados compatíveis.

  • Excluir Relação. Exclui a relação selecionada.

  • Mover para Cima eMover para Baixo. Move relações para cima ou para baixo na lista de Relações. A sequência na qual as relações são colocadas na consulta pode afetar os resultados da consulta. As relações são adicionadas à consulta na ordem em que são exibidas na lista de Relações.

As seguintes colunas são exibidas:

  • Tabela Esquerda   Exibe o nome da primeira tabela que faz parte de uma relação de junção.

  • Tipo de Junção Exibe o tipo de instrução SQL JOIN usada na consulta gerada automaticamente. Por padrão, se uma restrição de chave estrangeira for detectada, INNER JOIN será usada. Outros tipos de junção podem ser LEFT JOIN ou RIGHT JOIN. Se nenhum desses tipos de junção se aplicar, a coluna Tipo de Junção exibirá Não relacionado. Nenhuma junção CROSS JOIN é criada para tabelas não relacionadas. Em vez disso, você deve criar relações manualmente unindo colunas nas tabelas esquerda e direita.

  • Tabela Direita   Exibe o nome da segunda tabela na relação de junção.

  • Campos de Junção   Lista os pares de campos unidos. Se uma relação tiver várias condições de junção, os pares de campos unidos serão separados por vírgulas (,).

Painel Filtros Aplicados

O painel Filtros Aplicados exibe os critérios usados para limitar o número de linhas de dados recuperadas no tempo de execução. Os critérios especificados nesse painel são usados para gerar uma cláusula SQL WHERE. Quando você seleciona a opção de parâmetro, um parâmetro é criado automaticamente.

As seguintes colunas são exibidas:

  • Nome do Campo   Exibe o nome do campo ao qual aplicar os critérios.

  • Operador   Exibe a operação a ser usada na expressão de filtro.

  • Valor   Exibe o valor a ser usado na expressão de filtro.

  • Parâmetro   Exibe a opção para adicionar um parâmetro à consulta.

Painel de Resultados de Consulta

O Painel de resultados de consulta exibe os resultados da consulta gerada automaticamente que é especificada por seleções nos outros painéis. As colunas do conjunto de resultados são os campos que você especifica no painel Campos Selecionados e os dados de linha são limitados pelos filtros que você especifica no painel Filtros Aplicados.

Esses dados representam valores da fonte de dados no momento em que você executa a consulta.

A ordem de classificação do conjunto de resultados é determinada pela ordem em que os dados são recuperados da fonte de dados. A ordem de classificação pode ser alterada com a modificação direta do texto da consulta.

Barra de ferramentas do designer de consultas gráficas

A barra de ferramentas do designer de consultas gráficas fornece os botões a seguir para ajudá-lo a especificar ou exibir os resultados de uma consulta.

Botão

Descrição

Editar como Texto

Alterna para o designer de consulta baseado em texto para exibir a consulta gerada automaticamente ou para modificar a consulta.

Importar

Importa uma consulta existente de um arquivo ou relatório. Há suporte para os tipos de arquivo .sql e .rdl.

Executar consulta

Execute a consulta. O painel Resultados da consulta exibe o conjunto de resultados.

Início da Página

Entendendo consultas geradas automaticamente

Quando você seleciona tabelas e colunas ou procedimentos armazenados e exibições no painel Exibição de Banco de dados, o designer de consulta recupera a chave primária subjacente e relações de chave estrangeira do esquema de banco de dados. Ao analisar essas relações, o designer de consulta detecta as relações entre duas tabelas e adiciona junções à consulta. Dessa forma, é possível modificar a consulta adicionando grupos e agregações, adicionando ou alterando relações e adicionando filtros. Para exibir o texto da consulta que mostra as colunas das quais os dados são recuperados, as junções entre tabelas e qualquer grupo ou agregação, clique em Editar Como Texto.

Início da Página

Designer de Consulta baseado em texto

O designer de consulta baseado em texto fornece uma maneira de especificar uma consulta usando a linguagem de consulta com suporte da fonte de dados, executar a consulta e exibir os resultados em tempo de design. É possível especificar várias instruções SQL, consulta ou sintaxe de comando para extensões de processamento de dados e consultas especificadas como expressões.

Como o designer de consulta baseado em texto não pré-processa a consulta, ele pode acomodar qualquer tipo de sintaxe de consulta. Ele é a ferramenta de designer de consulta padrão para muitos tipos de fonte de dados.

O designer de consulta baseado em texto exibe uma barra de ferramentas e os dois painéis a seguir:

  • Consulta   Mostra o texto da consulta, o nome da tabela ou o nome do procedimento armazenado, dependendo do tipo de consulta. Nem todos os tipos de consulta estão disponíveis para todos os tipos de fontes de dados. Por exemplo, nome da tabela tem suporte apenas para o tipo de fonte de dados OLE DB.

  • Resultado   Mostra os resultados da execução da consulta no tempo de design.

Barra de ferramentas do Designer de Consulta baseado em texto

O designer de consulta baseado em texto fornece uma única barra de ferramentas para todos os tipos de comando. A tabela a seguir lista cada botão da barra de ferramentas e suas respectivas funções.

Botão

Descrição

Editar como Texto

Alterna entre o designer de consulta baseado em texto e o designer de consultas gráficas. Nem todos os tipos de fonte de dados dão suporte aos designers de consultas gráficas.

Importar

Importa uma consulta existente de um arquivo ou relatório. Apenas os tipos de arquivo .sql e .rdl têm suporte.

ícone do designer de consulta relacional

Executa a consulta e exibe o conjunto de resultados no painel Resultado.

Tipo de Comando

Selecione Text, StoredProcedure ou TableDirect. Se um procedimento armazenado tiver parâmetros, a caixa de diálogo Definir Parâmetros de Consulta será aberta quando você clicar em Executar na barra de ferramentas e os valores poderão ser preenchidos, conforme necessário.

Observação : Se um procedimento armazenado retornar mais de um conjunto de resultados, somente o primeiro será usado para popular o conjunto de dados.

Observação : A opção TableDirect está disponível apenas para o tipo de fonte de dados OLE DB.

Texto de Tipo de Comando

Quando você cria um conjunto de dados do SQL Server, o designer de consulta relacional é aberto por padrão. Para alternar para o designer de consulta baseado em texto, clique no botão de alternância Editar como Texto na barra de ferramentas. O designer de consulta baseado em texto apresenta dois painéis: Consulta e Resultado. A imagem a seguir define cada painel.

Designer de consulta relacional

A tabela a seguir descreve a função de cada painel.

Painel

Função

Consulta

Exibe o texto da consulta SQL. Use este painel para gravar ou editar uma consulta SQL.

Resultado

Exibe os resultados da consulta. Para executar a consulta, clique com o botão direito do mouse em qualquer painel e clique em Executar ou clique no botão Executar na barra de ferramentas.

Exemplo

A consulta a seguir retorna a lista de nomes de uma tabela chamada ContactType.

SELECT Name FROM ContactType

Quando você clica em Executar na barra de ferramentas, o comando no painel Consulta é executado e o resultado, uma lista de nomes, é exibido no painel Resultado.

Tipo de Comando StoredProcedure

Quando você seleciona o Tipo de comando StoredProcedure, o designer de consulta baseado em texto apresenta dois painéis: Consulta e Resultado. Insira o nome do procedimento armazenado no painel Consulta e clique em Executar na barra de ferramentas. Se o procedimento armazenado usar parâmetros, a caixa de diálogo Definir Parâmetros de Consulta será exibida. Insira os valores dos parâmetros do procedimento armazenado.

A figura a seguir mostra os painéis Consulta e Resultados quando você executa um procedimento armazenado. Neste caso, os parâmetros de entrada são constantes.

Designer de consulta relacional

A tabela a seguir descreve a função de cada painel.

Painel

Função

Consulta

Exibe o nome do procedimento armazenado e os parâmetros de entrada.

Resultado

Exibe os resultados da consulta. Para executar a consulta, clique com o botão direito do mouse em qualquer painel e clique em Executar ou clique no botão Executar na barra de ferramentas.

Exemplo

A consulta a seguir chama um procedimento armazenado chamado uspGetWhereUsedProductID. Quando o procedimento armazenado tiver parâmetros de entrada será necessário fornecer valores de parâmetros ao executar a consulta.

uspGetWhereUsedProductID

Clique no botão Executar (!). A tabela a seguir fornece um exemplo de parâmetros uspGetWhereUsedProductID para os quais você fornece valores na caixa de diálogo Definir Parâmetro de Consulta.

@StartProductID

820

@CheckDate

20010115

Tipo de comando TableDirect

Ao selecionar o tipo de comando TableDirect, o designer de consulta com base em texto apresenta dois painéis: Consulta e Resultado. Se você inserir uma tabela e clicar no botão Executar, todas as colunas dessa tabela serão retornadas.

Exemplo

Para um tipo de fonte de dados OLE DB, a consulta de banco de dados a seguir retorna um conjunto de resultados para todos os tipos de contato da tabela ContactType.

ContactType

Quando você insere o nome da tabela ContactType, isso equivale a criar a instrução SQL SELECT * FROM ContactType.

Início da Página

Expanda suas habilidades
Explore o treinamento
Obtenha novos recursos primeiro
Ingressar no Office Insider

Essas informações foram úteis?

Obrigado por seus comentários!

Agradecemos pelos seus comentários! Parece que pode ser útil conectar você a um de nossos agentes de suporte do Office.

×