Criar relações

Chaves primárias e estrangeiras em uma estrutura da tabela

Vamos fazer uma revisão rápida. O primeiro curso nessa série mostrou a você como dividir os seus dados em tabelas separadas e identificar a relação entre essas tabelas. No segundo curso, você criou as suas tabelas e para cada uma delas deu uma chave primária, um campo com um valor que torna cada linha única. Agora é o momento de ligar as suas tabelas criando relações.

Em um banco de dados, as relações são importantes porque é através delas que as tabelas "falam" umas com as outras. Se as suas tabelas não falarem, você não poderá obter respostas dos seus dados e você verá como isso funciona no próximo curso. Você cria relações usando o campo de uma tabela como campo em uma tabela relacionada.

O campo que você inclui é a chave primária. Como você viu na última lição, cada uma das tabelas no seu banco de dados tem uma chave primária e você inclui esta chave como um novo campo em outra tabela para criar uma relação com a mesma.

Quando você compartilha uma chave primária, o novo campo na segunda tabela é chamado de chave estrangeira.

A imagem mostra uma maneira disso funcionar. Para associar ativos e fornecedores, o campo chave estrangeira na tabela Ativos fornece uma lista de nomes de empresas. Nos bastidores, o Access usa os valores nas chaves primárias e estrangeiras para sincronizar os dois campos. Desse modo, você pode usar a relação para responder a perguntas como “qual empresa forneceu um determinado computador?"

Esta lição e a prática no fim deste curso mostram como criar esse tipo de relação e como definir regras que controlam como você pode atualizar e excluir os dados no banco de dados.

Tópico 1 de 10

Próximo

(Voltar ao Início)

Expanda suas habilidades
Explore o treinamento
Obtenha novos recursos primeiro
Ingressar no Office Insider

Essas informações foram úteis?

Obrigado por seus comentários!

Agradecemos pelos seus comentários! Parece que pode ser útil conectar você a um de nossos agentes de suporte do Office.

×